Após a castração, alimentação de cães e gatos exige atenção especial

Mudanças hormonais podem ser um convite ao sedentarismo e abrir portas para a obesidad - Pixabay

Muito se fala sobre a castração de cães e gatos como um ato de amor e, de fato, a prática tem benefícios comprovados e é muito recomendada por médicos-veterinários. 

Apesar de ser um procedimento relativamente simples, a castração exige alguns cuidados especiais, com atenção para mudanças de rotina que valem para toda a vida.

De acordo com o médico-veterinário Flavio Silva, mestre em nutrição de cães e gatos e supervisor de capacitação técnico-científica da marca Premier Pet, um dos principais impactos da castração está relacionado às mudanças hormonais, que resultam em um comportamento mais sedentário. E isso pode ser um convite ao ganho de peso. 

A consequência imediata é o risco de obesidade, que, por sua vez, pode acarretar uma série de outras doenças, a exemplo de diabetes, cardiopatias e doenças ortopédicas. 

Leia também:

Usar identificação pode salvar a vida do pet
 
Fundamentais na anatomia dos pets, as “almofadinhas" merecem atenção especial
 
Cães e gatos braquicefálicos exigem cuidados diferenciados

Leia outras notícias no Folha Pet


Por isso, a alimentação passa a ter um papel de extrema importância na saúde dos cães e gatos submetidos ao procedimento de castração. O foco deve ser o controle da ingestão calórica sem que haja perda nutricional.  

O ideal é que o animal seja acompanhado por um médico veterinário que adapte a dieta, seja ela natural ou industrializada, de acordo com cada perfil, afinal, todo pet é único. 

Os cães e gatos que estão no peso ideal quando passam pelo procedimento devem ser observados para que não haja ganho calórico. Além da alimentação balanceada, o estímulo a atividades é essencial para o equilíbrio energético.

Cão filhoteA prática de atividades é fundamental para o equilíbrio energético dos pets. Foto: Pixabay

Aqueles que já estão acima do peso antes da cirurgia merecem mais atenção, com um cardápio adequado para a redução calórica e a prática de exercícios suprevisionada pelos profissionais que o acompanham.

Isso porque a obesidade gera sobrecarga nas articulações e algumas atividades são contra-indicadas para pets que estão acima do peso. 

Outro ponto importante diz respeito à oferta de petiscos, devendo obedecer as opções e o limite de porções estipuladas pelo médico veterinário. 

Veja também

Estreia em Manaus e confronto inédito; o que espera o Santa na sequência inicial da Série C
Santa Cruz

Estreia em Manaus e confronto inédito; o que espera o Santa na sequência inicial da Série C

Bolsonaro nomeia ex-diretor da PF para cargo na embaixada do Brasil em Washington
Política

Bolsonaro nomeia ex-diretor da PF para cargo na embaixada do Brasil em Washington