Cadela é arremessada ao chão após morador se exaltar em prédio no Recife

Mel, uma lhasa apso de quatro anos, foi arrancada dos braços da tutora

Mel foi arrancada dos braços da tutora e arremessada ao chão - Reprodução

Uma cadela da raça lhasa apso, de quatro anos, foi vítima de maus-tratos, nesta quinta-feira (23), em um edifício localizado no bairro da Torre, na Zona Oeste do Recife. A canina estava no colo de uma das tutoras, na área social do prédio, quando a mulher foi abordada por um morador.

Exaltado, ele discutiu com ela, a intimidou impedindo que a mesma entrasse no elevador e arrancou a canina, chamada Mel, dos seus braços, arremessando-a no chão. Mel chegou a dar um giro no ar antes de cair. 


Com a violência, Mel, que é de porte pequeno e pesa somente seis quilos, sofreu lesões na região do olho esquerdo. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Folha de Pernambuco (@folhape)


De acordo com o laudo médico do atendimento veterinário, a cadela teve uma lesão perfuro cortante na pálpebra superior do olho esquerdo. Por sorte, não deverá ficar com sequelas oculares. 

Na manhã desta sexta (24), a mulher, que tem 67 anos, prestou queixa contra as agressões verbais proferidas pelo homem, que a xingou com palavras de baixo calão, na Delegacia do Idoso do Recife. 

Na próxima semana, será realizado também uma denúncia da Delegacia do Meio Ambiente de Pernambuco (Depoma), que é responsável pelos casos envolvendo crimes de maus-tratos contra animais. 

Veja também

Anitta dá beijão em 'crush' durante Domingão com Huck
TELEVISÃO

Anitta dá beijão em 'crush' durante Domingão com Huck

Covid-19: Brasil registra 23 milhões de casos e 621 mil mortes
BOLETIM NACIONAL

Covid-19: Brasil registra 23 milhões de casos e 621 mil mortes