Cadela que perdeu todas as patas recebe próteses feitas em impressora 3D

Os veterinários que atenderam Monika chegaram a indicar que ela fosse sacrificada

Tratamento da cadelinha Monika, que recebeu quatro próteses para voltar a andar - Rostislav Netisov/AFP

De quase sacrificada para uma nova vida. Essa foi a transição de Monika, uma cadelinha russa que recebeu quatro próteses para patas e voltou a andar. Em dezembro 2020, um grupo de amigos a encontrou com ferimentos graves em uma floresta em Krasnodar, na Rússia.

Cadelinha Monika recebe próteses para voltar a andar

Os veterinários que atenderam Monika chegaram a indicar que ela fosse sacrificada, mas uma vaquinha online e os cuidados do grupo provaram o contrário para a vida da cadelinha. 
Cadelinha Monika em tratamento para se adequar às prótesesCadelinha Monika em tratamento para se adequar às próteses

Monika foi encontrada com idade estimada entre 2 e 4 anos, já sem as patas, com diversas feridas abertas e coberta de sangue. Por meio da arrecadação de dinheiro, que arrecadou 400 mil rublos russos (cerca de 30 mil reais), o grupo conseguiu verba para que ela fosse devidamente tratada. 
 

Cadelinha que recebeu próteses para voltar a andar na Rússia

Um veterinário com experiência no ramo de implantação de próteses 3D categorizou a cadelinha como apta para a cirurgia. Foram produzidas quatro próteses especialmente para Monika, que já está aprendendo a andar novamente. A cirurgia durou duas horas, e a cadelinha começou a andar já no terceiro dia após o implante. 

Veja também

Fim de 'La Casa de Papel', primeiro sucesso mundial da Netflix em língua não inglesaSéries

Fim de 'La Casa de Papel', primeiro sucesso mundial da Netflix em língua não inglesa

São Paulo registra queda em casos de HIV pelo quarto ano seguidodiminuição

São Paulo registra queda em casos de HIV pelo quarto ano seguido