Hora do banho: confira dicas para dar banho em cães e gatos

O Folha Pet trouxe um guia do banho que pode tornar a atividade menos trabalhosa

Cachorro na hora do banho - Tima / Pexels

Nem todo pet gosta da hora do banho. Ficar molhado, parado, cheio de sabão e ainda ter que enfrentar a secagem não é uma atividade encarada com boa vontade por alguns cães e gatos. Por isso, o Folha Pet trouxe um guia do banho que pode tornar a atividade menos "sofrida" tanto para o tutor quanto para o animalzinho. 

Algumas indicações de cuidados são válidas independentemente do pet: 

1- É preciso tapar os ouvidos do animal com algodão para que não entre água;

2 - Os produtos usados precisam ser específicos para o animal;

3 - O pet deve estar completamente molhado antes da aplicação do shampoo 

4 - O ambiente de banho deve ser confortável para a mobilidade do tutor 

Cachorros

Por tomar banho com maior frequência, o cachorro é mais acostumado com a atividade do banho e aceita com mais facilidade. Mas, se o animal ficar estressado no momento do banho, o tutor pode apelar para carinhos e petiscos para convencer o cãozinho a gostar da atividade.  

Ao esfregar o cão, escolha fazê-lo procurando não embaraçar os pelos dos cãezinhos de pelos longos. Todas as partes precisam ser lavadas, em especial entre os dedos, no bumbum, barriga, e locais mais sujos ou encardidos. O focinho precisa ser lavado com mais cuidado, sem jogar a mangueira ou chuveirinho diretamente no animal. Usar um recipiente com água e jogar com mais delicadeza pode ajudar.  

A principal recusa entre os cães acontece na hora de secar. Logo após o banho, alguns cachorros querem correr molhados e procurar alguma grama ou areia para se esfregar, mas a secagem precisa ser bem feita. 

Se a pelagem e a pele ficarem úmidas, o cão pode desenvolver problemas dermatológicos bem chatos de tratar, além de causar coceira e desconforto. É também a parte mais demorada, portanto tenha paciência, e se não conseguir perceber se o cachorro está seco no finalzinho, peça ajuda para alguém verificar para você. 

Para os cães, a indicação de banho é de acordo com a necessidade, mas sempre com intervalo igual ou maior que uma semana entre banhos. 

Gatos

Gatos são animais extremamente higiênicos. Os banhos de gato, que duram horas por dia, dão conta da limpeza do animal de um modo geral. O ideal é que o tutor "ajude" o animal na atividade de limpeza com escovação para retirada de pelos mortos com frequência. Contudo, se o bichano está muito sujo ou apresentando coceira excessiva, o banho pode ajudar tanto o tutor quanto o animal. 

Para um banho mais tranquilo, deve-se usar água morna. A água fria pode assustar o animal. Além disso, os tutor deve ficar atento ao cheiro do produto. Os gatos são muito sensíveis, e um produto com odor forte pode causar irritação e espirros. 

É importante passar tranquilidade para o gato e realizar a atividade da forma mais tranquila possível. Para isso, escovar antes do banho e aparar as unhas do animal podem ajujdar. Uso de petiscos e carinhos também é indicado. 

Se o animal rejeitar completamente o banho na água, o tutor pode tentar limpá-lo com um pano molhado e depois enxugar. A estratégia ainda serve para adaptar o gato: com o tempo, o "molhado" do tecido pode fazer com que ele aceite banhos com menos medo.  

Veja também

Jihad Islâmica palestina confirma trégua com Israel
Oriente Médio

Jihad Islâmica palestina confirma trégua com Israel

Eleições 2022 mantém maioria do eleitorado feminina, com 53%
TSE

Eleições 2022 mantém maioria do eleitorado feminina, com 53%