ONG arrecada dinheiro para custear exames de pets abandonados na Muribeca

Coordenadora pede ainda que compartilhem fotos dos pets e tentem encontrar responsável pelo abandono

João e Lalinha precisam fazer uma tomografia para saber quais procedimentos serão necessários

A Organização Não Governamental (ONG) Patas da Adri arrecada dinheiro para custear os exames de um casal de cachorros abandonados na Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes. O valor necessário para fazer a tomografia, que indicará quais procedimentos serão mais adequados posteriormente, é de R$ 1.660.

Os pets Lalinha e João, nomeados pela coordenadora da ONG, Adriana Sales, foram encontrados pelo motorista de coleta de lixo Luciano Andrade no início deste mês. Ele estava passando por um trecho próximo à Central de Tratamento de Resíduos de Muribeca quando viu uma pessoa descartando uma bacia no mato.

Inicialmente, Luciano pensou que a bacia deixada próximo a um ponto de ônibus da região era uma oferenda religiosa. Entretanto, ao passar novamente pelo local, percebeu que, na verdade, o recipiente continha dois cachorros muito maltratados. A situação comoveu o motorista, e ele colocou os animais dentro do caminhão para levar para sua casa e ficar sob seus cuidados.

Luciano tentou cuidar dos pets, mas viu que o quadro de saúde deles era mais grave do que ele podia dar conta sozinho. Então, tentou buscar órgãos que pudessem ajudar a salvar os cães a quem se afeiçoou, como o Centro de Vigilância Ambiental (CVA). Foi lá que ele encontrou Adriana, que se prontificou a ajudar.

Adriana conseguiu arrecadar dinheiro para os exames iniciais dos cachorros - gastos que já ultrapassam o valor de R$ 1.200 -, mas ainda precisa de ajuda para custear os próximos exames e cirurgias.

Além da tomografia, Lalinha vai precisar realizar cirurgias na coluna e amputar uma das patas. Quanto a João, a possibilidade de voltar a andar é muito pequena - os procedimentos seguintes serão principalmente para aliviar a dor. Ele também está com miíase no ânus, uma infecção de pele causada pela presença de larvas de moscas.

A doação de valores para a ONG pode ser feita via Pix pela chave 81-9.9782.3632 ou pelo CPF 652.029.454-34. Também é possível entrar em contato com o Hospital Veterinário Harmonia, onde os animais estão internados, pelo número (81) 3126-7555 e doar diretamente. Para isso, é preciso especificar que o valor é destinado aos procedimentos de João e Lalinha.
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Patas da Adri (@patasdaadri)

 

Adriana pede também que as pessoas compartilhem as fotos dos pets e tentem encontrar a pessoa responsável pelos maus-tratos e abandono. A coordenadora da ONG relata que, através do compartilhamento, foi possível encontrar o dono de outro pet que ela resgatou: " A gente conseguiu achar o dono dela. E ele teve que responder pelo abandono. Essas pessoas têm que pagar judicialmente pelo que fizeram."

De acordo com a Lei Federal nº 9.605/98, abandonar ou maltratar animais é crime. Em setembro de 2020, foi aumentada a pena de detenção - que era de até um ano - para até cinco anos para quem cometer o crime.

Depois de recuperados, João e Lalinha devem ir para adoção. Adriana ressalta que os pets podem ser adotados antes caso alguém se interesse em dar continuidade aos procedimentos veterinários necessários e levá-los para casa.

Luciano afirma que gostaria de ter contato com o casal de cachorros. "Eu tenho mais três cachorros; não posso ficar com eles. Mas eu queria poder ver eles de novo. Criei um laço", diz.

Veja também

Revista Digital FMOTORS | Edição Dezembro 2021Revista Digital FMOTORS

Revista Digital FMOTORS | Edição Dezembro 2021

Florentín destaca entrega do time e agradece apoio da torcida contra o FlamengoSport

Florentín destaca entrega do time e agradece apoio da torcida contra o Flamengo