População acompanha nascimento de 70 filhotes de tartarugas marinhas em Paulista

Biólogos e transeuntes foram testemunhas do nascimento de 70 tartaruguinhas - Divulgação

As praias de Enseadinha, Nossa Senhora do Ó e Maria Farinha, na cidade de Paulista, região metropolitana do Recife (RMR) se transformaram em um berçário para tartarugas marinhas da espécie "pente-de-pente". Biólogos e transeuntes foram testemunhas do nascimento de 70 tartaruguinhas, que ganharam o mar companhadas de aplausos. 

O ninho, de onde saíram os pequenos animais, eclodiu na manhã deste domingo (15), e ficava na praia de Enseadinha. Os ovos de tartaruga estava sendo monitorados pela Secretaria Executiva de Meio Ambiente (SEMA) e levaram cerca de 45 a 60 dias para a eclosão. O monitoramento é realizado diariamente pelo órgão, que trabalha para a preservação das espécies que escolhem Paulista para depositarem seus ovos. 

Durante a caminhada das tartarugas ao mar, dezenas de famílias acompanharam o trabalho dos biólogos e assistiram, atentos, às explicações sobre as espécies e a importância da conscientização e preservação do meio ambiente. 

A Prefeitura de Paulista, costuma publicar, em suas redes sociais, o dia, horário e local onde provavelmente haverá a eclosão das tartarugas. Durante o nascimento, profissionais trabalham para orientar a população que pode fazer fotos e vídeos para registrar o momento, ganhando também uma aula sobre meio ambiente, ministrada por biólogos e voluntários.

Veja também

Rússia planeja explorar divisão de opiniões europeias sobre a Ucrânia, afirma relatório
Guerra na Ucrânia

Rússia planeja explorar divisão de opiniões europeias sobre a Ucrânia, afirma relatório

Abandonado pelo Partido Conservador, Boris Johnson é pressionado a renunciar
primeiro-ministro

Abandonado pelo Partido Conservador, Boris Johnson é pressionado a renunciar