Tutora pede ajuda para achar gato que sumiu da porta de casa, na Zona Norte do Recife

Tom ficava comumente na frente da casa, preso à coleira, com sua tutora, olhando o movimento da rua

Tom foi levado da frente de sua casa, no Arruda - Cortesia

Um gato foi tirado da coleira e levado de sua tutora em plena luz do dia no bairro do Arruda, Zona Norte do Recife. Em buscas pelo paradeiro do pet, a tutora de Tom buscou as câmeras de vigilância da vizinhança.

Nas imagens, é possível ver uma mulher com algo enrolado em um tecido no dia, horário e localidade em que o gato desapareceu, mas, somente pelas imagens, não é possível cravar que foi ela quem levou o animal.

Tom, de 5 anos, chegou à casa de Larissa ainda filhote, após um de seus gatos ter morrido. Parte da sua rotina era olhar a rua cotidianamente. Para isso, Larissa ou sua mãe ficava com o pet enquanto ele olhava o movimento da rua.

A coleira do animal ficava presa na grade da casa para dar mais segurança. O hábito era feito na companhia de alguém responsável. 

"Minha mãe deixou ele na coleira, como de costume. Se não colocasse, ele chorava. Ela veio falar comigo e quando voltou para a frente da casa, só estava a coleira, sem ele", explicou a administradora Larissa Marques, tutora do animal. 

A tutora registrou o boletim de ocorrência do roubo do animal, que aconteceu na segunda-feira (4). Apesar disso, Larissa pede ajuda para encontrar seu pet. 

Tom, gato tirado da coleira e levado de casa no bairro do Arruda
Tom, gato tirado da coleira e levado de casa no bairro do Arruda | Foto: Cortesia

"Se a pessoa que pegou quiser colocar ele no mesmo lugar ou quiser devolver, a gente até oferece recompensa, porque somos muito apegados a ele", pediu. 

Segundo Larissa, as imagens circularam pelo bairro e ninguém conseguiu identificar a mulher avistada com o gatinho nos vídeos. 

"Pegamos imagens de todas as câmeras daqui da rua, mas essa mulher não é alguém que a gente conheça ou consiga identificar", contou. 

Veja também

Disputa entre Bolsonaro e Valdemar em São Paulo motivou resolução da "lei de silêncio" no PL
SÃO PAULO

Disputa entre Bolsonaro e Valdemar em São Paulo motivou resolução da "lei de silêncio" no PL

Aiatolá Khamenei anuncia cinco dias de luto no Irã pela morte do presidente Raisi
MUNDO

Aiatolá Khamenei anuncia cinco dias de luto no Irã pela morte do presidente Raisi

Newsletter