Luciana para Senado casa com lógica do PT de ter “exército” no Congresso

Além da vice-governadora, outro nome ideologicamente alinhado e cotado para vaga é Wolney Queiroz

Luciana Santos, Humberto Costa e Wolney Queiroz pleiteiam vaga na chapa

Nacionalmente, o PT vem mirando, além do projeto presidencial, uma estratégia conjugada de construir uma base sólida no Congresso Nacional, capaz de dar sustentação a um eventual governo do ex-presidente Lula, sem deixá-lo refém, por exemplo, de um processo de impeachment.

A federação, que vem sendo trabalhada entre PT, PSB, PCdoB e PV, faz parte desse plano. Mas há, em paralelo, uma outra lógica em pauta que vem a se somar a tudo isso: o Partido dos Trabalhadores tem feito um esforço para ter, em chapas majoritárias, candidatos à Casa Alta que votem alinhados ideologicamente com a legenda.

Ontem, em reunião virtual do PT, PSB e PCdoB, a primeira sobre o cenário local, o PCdoB colocou, pela primeira vez, diante dos petistas, o nome da vice-governadora do Estado, Luciana Santos, à disposição para concorrer a senadora.

A alternativa já havia sido ventilada em diálogos com o PSB anteriormente. Mas foi surpresa para os petistas. Luciana, que já foi deputada estadual, federal e é presidente nacional do PCdoB, tem relação estreita com o PT, sendo, inclusive, ponte entre a sigla e o PSB em articulações relevantes, como, por exemplo, a que resultou na retirada da candidatura de Marília Arraes, em 2018, ao Governo de Pernambuco.

Naquela ocasião, o PSB trabalhava para reforçar a candidatura à reeleição de Paulo Câmara e, em troca, se declarou neutro na corrida presidencial no lugar de apoiar Ciro Gomes. O PCdoB costuma ser uma espécie de “argamassa” na construção da unidade.

O nome de Luciana Santos surge no momento em que o PT ainda foca no nome de Humberto Costa como alternativa para cabeça de chapa. Um plano B, caso a Frente Popular formalize uma negativa, poderia ser indicar um nome para o Senado, e o de Marília Arraes já foi ventilado. Há quem avalie que a alternativa Luciana pega o PT no contrapé.

Ou aparece como a “pedra dura”, podendo levar o PT a abraçar a causa. Em Pernambuco, além de Luciana, o outro nome da Frente Popular cotado para a vaga, também alinhado ideologicamente, é o do deputado federal Wolney Queiroz.

Os demais nomes cogitados, Eduardo da Fonte, Silvio Costa Filho e André de Paula, do PP, Republicanos e PSD, respectivamente, são de partidos que costumam ter posições dissonantes do PT em votações no Congresso Nacional.


Segundo round

O governador Paulo Câmara chegou, ontem, à Praia dos Carneiros, onde almoçou com o deputado federal Wolney Queiroz, como a coluna cantara a pedra, às 14h. Saiu de lá às 19h. A conversa foi extensa e contemplou questões de sucessão, mas os dois voltam a se encontrar na próxima terça-feira, às 8h, em reunião institucional do governador com o PDT no Palácio das Princesas. 

Teste 1 > O prefeito João Campos acabou não participando, como estava previsto, do almoço oferecido pelo deputado Wolney Queiroz ontem. O socialista, embora tenha confirmado presença, ficou no Recife para coordenar abertura de novos centros de testagem na Capital pernambucana. 

Teste 2 > A partir de segunda-feira, o Recife passa a contar com oito unidades exclusivas para a realização de testes. As unidades da Uninassau, Compaz Eduardo Campos e Escola Luiz Vaz de Camões são as novidades.

 

Veja também

Ave Sangria celebra Paulo Rafael em show no Teatro do Parque
Música

Ave Sangria celebra Paulo Rafael em show no Teatro do Parque

Brasil registra 16.194 novos casos de Covid-19 e 35 mortes em 24 horas
Pandemia

Brasil registra 16.194 novos casos de Covid-19 e 35 mortes em 24 horas