Miguel Coelho bota pé na estrada em agenda independente de Bolsonaro

Prefeito de Petrolina começar a circular pelo Estado nesta quinta-feira (21) - Rafael Furtado

Em Recife desde ontem, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, inicia, amanhã, por Camaragibe, um ciclo de agendas pelo Estado e, até o Carnaval, deverá ter percorrido, pelo menos, 100 cidades, contemplando todas as 12 mesorregiões. Recém-filiado ao DEM, que realizou fusão com o PSL, resultando no União Brasil, Miguel é um dos pré-candidatos da Oposição ao Governo do Estado, com nome já colocado no páreo pelo ex-ministro Mendonça Filho e pelo próprio Luciano Bivar, que preside o União Brasil nacionalmente. No cenário presidencial, a nova sigla trabalha com a meta de lançar candidato ao Planalto, o que reforça os planos de investir em um palanque local. Miguel, inclusive, não acompanhará a agenda do presidente Jair Bolsonaro em Pernambuco, também marcada para amanhã no Sertão. O gestor de Petrolina não tem entrado no mérito dessa relação, mas aliados já enxergam no movimento um sinal claro de que não há hipótese de ele constituir palanque para o presidente, a despeito de seu pai, o senador Fernando Bezerra Coelho, ser líder do governo no Senado. O deputado federal Fernando Filho, quando indagado sobre esse contexto, tem falado em "CPFs diferentes".

Mas o próprio Luciano Bivar não arrodeia que o União Brasil é de "oposição" ao Governo Federal.  De Camaragibe, Miguel seguirá para Paudalho e Santa Cruz do Capibaribe. Ao final do dia, dorme no Sertão, onde cumprirá, na sexta-feira, compromissos em Tabira, Afogados da Ingazeira e Belo Jardim, base do aliado e ex-ministro Mendonça Filho, que preside o DEM no Estado e estará ao lado do pré-candidato. No sábado, Miguel passará por São Bento do Una, Lajedo, Bezerros e dorme no Recife, onde tem ato no domingo, dia em que também irá a Ipojuca. Miguel não cumprirá esses périplos necessariamente toda semana no mesmo ritmo devido às exigências do mandato de prefeito. Certo é que a Região Metropolitana e a Mata, que concentram 60% dos votos do Estado, devem concentrar maior volume de passagens do gestor, que concorre ainda, nas hostes oposicionistas, com os nomes também ventilados para a disputa, dos prefeitos Anderson Ferreira e Raquel Lyra.

Massas, vinho e Rio no menu
Em Brasília, na noite de ontem, integrantes do PDT e do PSB dividiram mesa, massas e vinhos. Predominantemente, o encontro foi de representantes do Rio de Janeiro, onde as duas siglas, inclusive, possuem pré-candidatos ao Governo do Estado. Entre os presentes, estava Marcelo Freixo, recém-ingresso no PSB e nome da legenda para concorrer ao Governo do Rio. Dos pedestistas, tanto Carlos Lupi, presidente nacional do partido, como o deputado federal André Figueiredo, também são cariocas e estavam à mesa, além do pernambucano Wolney Queiroz.

Múltiplas escolhas > Se o PSB trabalha com o nome de Marcelo Freixo para encabeçar chapa no Rio, o PDT tem no páreo o nome de Rodrigo Neves, que já foi vereador, deputado estadual, secretário e prefeito de Niterói por dois mandatos.

Batata > Duas perguntas se tornaram frequentes entre prefeitos e prefeitas do Estado, em encontros recentes com o governador Paulo Câmara. Os gestores têm carregado, na ponta da língua, o seguinte: “Quando o senhor vai levar o plano retomada para minha cidade e o senhor é candidato em 2022?”.

Incentivo > Startups pernambucanas passam a contar com novo programa de apoio para todas as etapas dos seus ciclos de vida. O PróStartups é ação conjunta da Secretaria de Ciência e Tecnologia, da Facepe e AGE. Lançado anteontem, é estratégico para o desenvolvimento de empresas de base tecnológica.  Dentro do Plano de Retomada, serão destinados R$ 5,1 milhões de recursos oriundos do Fundo Inovar.

Veja também

Revista Digital FMOTORS | Edição Dezembro 2021Revista Digital FMOTORS

Revista Digital FMOTORS | Edição Dezembro 2021

Florentín destaca entrega do time e agradece apoio da torcida contra o FlamengoSport

Florentín destaca entrega do time e agradece apoio da torcida contra o Flamengo