A-A+

Partidos de oposição querem debate sobre 2022 sem imposição de nomes

Lideranças do PSDB, Cidadania, PL e PSC devem se reunir hoje para abrir uma discussão sobre a conjuntura política de 2022. O grupo fará um amplo debate técnico sobre os desafios e soluções do Estado, visando a formação de um programa de governo robusto para 2022. Em meio às articulações, os prefeitos de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), e de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PL), fazem questão de reforçar, publicamente, que caminharão juntos em 2022. Aliados apostam em um projeto majoritário com a presença de ambos e a tucana largaria na frente, hoje, para encabeçar uma chapa. “O Cidadania irá apoiar Raquel. Se eles (PL e PSC) estiverem juntos conosco, teremos um time competitivo. Uma chapa Raquel e Anderson seria forte”, avalia o presidente estadual do Cidadania, Daniel Coelho. A construção de um projeto das legendas dá os seus primeiros passos e lideranças garantem que vão manter o diálogo com o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, que fará um grande ato de filiação ao DEM no próximo sábado. A avaliação é de que é preciso abrir um debate sobre a pauta do Estado e seus problemas para a construção de um programa de Governo, mas sem a imposição antecipada de nomes ou atropelos. A leitura é de que qualquer liderança ou partido são bem-vindos para integrar a discussão, mas partindo da base de um projeto coletivo e não individual. 

PSDB de olho nos proporcionais
Na reunião do PSDB com pré-candidatos a deputado estadual, ontem, marcaram presença o deputado estadual Romero Sales Filho (PTB) e os ex-prefeitos Izaías Régis (Garanhuns) e Débora Almeida (São Bento do Una). Sem coligações, a formação de chapas competitivas será estratégica para atrair postulantes. 

Agreste > De olho na disputa pela Prefeitura de Garanhuns em 2024, Izaías Régis avalia a possibilidade de disputar as eleições para deputado estadual em 2022, mas o projeto dependerá do cenário político. A sua prioridade é a eleição municipal. 

líder > Com a fusão entre DEM e PSL encaminhada, a discussão sobre a cúpula da nova legenda avança. As tratativas atuais indicam que o deputado Luciano Bivar deve presidir a nova sigla e ACM Neto ficará com a secretaria-geral. Além da direção nacional, o pernambucano terá o comando da sigla em Pernambuco e terá peso decisivo nas deliberações da sigla.

unidade > Questionado se participaria da reunião de Raquel e Anderson Ferreira com lideranças da oposição, o deputado federal Pastor Eurico (Patriotas) afirmou que não irá participar e defendeu que a construção do projeto majoritário da oposição deve ser feita com a participação de todos, inclusive do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, e sem individualidades. 

PEDALADA > O deputado federal Danilo Cabral avalia que a PEC dos Precatórios é um calote na dívida que a União tem com estados e municípios. Integrante da comissão que analisará a proposta, o socialista é autor de emenda que exclui os precatórios do Fundef das novas regras, garantindo seu pagamento em 2022. O deputado federal Silvio Costa Filho (Republicanos) é outro pernambucano que integrará o colegiado.

Veja também

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 40 milhões
Loterias

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 40 milhões

Doria acusa Leite de estar reclamando e chorando sobre suspeita em prévias do PSDB
Prévias

Doria acusa Leite de estar reclamando e chorando sobre suspeita em prévias do PSDB