Paulo Câmara recebe Humberto para tratar de cargos na gestão

O encontro está marcado para as 15h no Palácio do Campo das Princesas. O governador Paulo Câmara (PSB) vai receber o senador Humberto Costa (PT) e o secretário estadual de Agricultura Dilson Peixoto (PT). Na pauta: os cargos que o PT ainda ocupa na gestão do PSB. Apesar de a campanha de João Campos à Prefeitura do Recife ter adotado a estratégia do antipetismo, o PSB manteve o PT no Governo do Estado com sua cota intacta ao longo do processo eleitoral. 

A lógica era rachar o PT e não legitimar o discurso de Oposição da, então, prefeiturável Marília Arraes (PT). O PT ocupa, no Governo do Estado, ainda: a Secretaria de Agricultura, o Iterpe, a EPTI e o IPA. Às vésperas do 2º turno, João Campos chegou a afirmar o seguinte: "Não terá nenhuma indicação política do PT no meu governo". Deu a declaração em entrevista à CBN Recife e tachou de "incoerência" do PT a manutenção dos espaços. Na Prefeitura do Recife, Oscar Barreto entregou o comando da Secretaria de Saneamento ainda no 1º turno. Mas há quem afirme que ele ainda mantém os cargos lá.

Sobre esses vínculos, João Campos, na ocasião, assinalara: "Quem tem a hegemonia de tomar a decisão, ou é o prefeito ou o governador, é quem está na liderança do processo". No dia da vitória dele na corrida pela Prefeitura da Capital, o governador Paulo Câmara, indagado sobre os cargos do PT na sua administração, afirmou que havia diálogo com os petistas e que o assunto ainda seria abordado. Antes, o presidente estadual do PT, Doriel Barros, chegou, em nota, a tachar João Campos de "imaturo" e "despereparado" e realçou que o PT foi fundamental para a reeleição de Paulo Câmara em 2018, sublinhando que os petistas estavam na gestão a convite do governador.

Vice-presidente nacional do PT, José Guimarães, que encontrava-se no Recife na véspera do 2º turno em conversa com a coordenadora da campanha de Marília, Teresa Leitão, abordou o assunto, como a coluna antecipou. Teresa relatou ter ouvido dele o seguinte: "Independente do resultado dessa eleição, não há clima para um convívio político com o PSB mais". Guimarães disse ainda: "O que o PSB fez, o que o candidato declarou sobre o PT é imperdoável". Hoje, o desenlace deve ser sacramentado. 

Veja também

Presidente da Eletrobras troca empresa pela BR Distribuidora
Economia

Presidente da Eletrobras troca empresa pela BR Distribuidora

Com um reforço de 100 veículos, Grande Recife amplia a frota de ônibus
Transporte

Com um reforço de 100 veículos, Grande Recife amplia a frota de ônibus