Prefeito de Vitória indica o filho para vice na chapa de Elias Gomes e se fortalece na RMR

Rafael Arruda é advogado especialista em direito do consumidor e atuou no Procon de Jaboatão de 2017

Rafael Arruda e Elias Gomes - Divulgação

O pré-candidato a vice na chapa de Elias Gomes (PT) à prefeitura de Jaboatão dos Guararapes será o advogado Rafael Silva Pereira de Arruda (MDB), filho do prefeito de Vitória de Santo Antão, Paulo Roberto Arruda, e irmão da deputada federal Iza Arruda.

O nome será anunciado na manhã deste sábado (25), durante ato comandado pelo prefeito do Recife, João Campos (PSB), em que oficializa o apoio do PSB ao petista. O evento acontece no Clube Ferroviário, em Jaboatão Centro.

Rafael Arruda, 41 anos, é especialista em defesa do consumidor e gerenciou o Procon de Jaboatão de 2017 a 2022. Nunca disputou nenhum mandato e este ano chegou a lançar a pré-candidatura a vereador.

Não à toa o prefeito de Vitória deixou de integrar a base do Governo Raquel Lyra (PSDB) para juntar-se à gestão de João Campos. Em março deste ano havia um MDB dividido entre o Executivo estadual e o da capital pernambucana. No ato de apoio a João Campos, em março deste ano, o prefeito do Recife chegou a ressaltar a grandeza de Paulo Roberto, registrando que ele não havia condicionado o apoio à possibilidade de o PSB não lançar candidato à Prefeitura de Vitória.

Nesse mesmo ato, na sede do MDB, no Bairro do Recife, mais de 30 pré-candidatos a vereador na capital se filiaram ao partido, entre eles o vereador Tadeu Calheiros, ex-Podemos, ex-oposição ao prefeito João Campos na Câmara Municipal. A ideia é fortalecer a legenda, que em 2020 elegeu apenas o hoje líder do Governo, vereador Samuel Salazar.

Veja também

Lula defende Haddad e diz que não há pressão: "Senado e empresários que encontrem solução"
PIS/Cofins

Lula defende Haddad e diz que não há pressão: "Senado e empresários que encontrem solução"

Greve nas universidades: rivais, sindicatos de professores entram em guerra judicial
EDUCAÇÃO

Greve nas universidades: rivais, sindicatos de professores entram em guerra judicial

Newsletter