Reunião sobre cargos entre Paulo Câmara e Humberto Costa é adiada

Agenda seria com Humberto Costa e Dilson Peixoto

O encontro estava agendado para as 15h desta quinta-feira (03) no Palácio do Campo das Princesas, como a coluna cantara a pedra. Ao menos, constava na agenda do governador Paulo Câmara. No entanto, ao longo da tarde, fontes governistas, à coluna, relataram que a conversa foi "adiada". Nos bastidores do PT, o que se diz é que o diálogo irá ocorrer, mas, provavelmente, "só nos próximos dias".

A previsão original era de que o governador recebesse o senador Humberto Costa (PT) e o secretário estadual de Agricultura Dilson Peixoto (PT) nesta quinta-feira para tratar dos cargos que o PT ainda ocupa na gestão do PSB. Apesar de a campanha do prefeito eleito João Campos (PSB) ter adotado a estratégia do antipetismo, o PSB manteve o PT no Governo do Estado com sua cota intacta ao longo do processo eleitoral. 

O PT ocupa, no Governo do Estado: a Secretaria de Agricultura, o Iterpe, a EPTI e o IPA. Às vésperas do 2º turno, João Campos chegou a afirmar o seguinte: "Não terá nenhuma indicação política do PT no meu governo". Deu a declaração em entrevista à CBN Recife e tachou de "incoerência" do PT a manutenção dos espaços.

De lá para cá, o senador Humberto Costa chegou a dizer que não faria questão de abrir mão desses cargos, mas registrou que o debate sobre o tema caberia ao Diretório Estadual do PT, presidido pelo deputado Doriel Barros, que, à coluna, também informou que abordaria o assunto só após as eleições. 

Vice-presidente nacional do PT, José Guimarães, que encontrava-se no Recife na véspera do 2º turno em conversa com a, então, coordenadora da campanha de Marília Arraes, Teresa Leitão, como a coluna antecipou, dissera o seguinte: "Independente do resultado dessa eleição, não há clima para um convívio político com o PSB mais". A conferir.

Veja também

Fiocruz negocia mais 15 milhões de doses de vacina da AstraZeneca
Coronavírus

Fiocruz negocia mais 15 milhões de doses de vacina da AstraZeneca

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19
Coronavírus

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19