Sem convite, Paulo Câmara não vai a ato de Bolsonaro no Sertão

Governador de Pernambuco, Paulo Câmara - Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O governador Paulo Câmara não estará na agenda que o presidente Jair Bolsonaro cumpre, nesta quinta-feira (1º), em Pernambuco por um motivo: não recebeu convite para o ato. De acordo com a agenda presidencial, divulgada pelo Palácio do Planalto, o presidente participará da inauguração da segunda etapa do Sistema Adutor do Pajeú, às 10h30, em São José do Egito, no Sertão do Estado.

De Pernambuco, integram a comitiva do presidente, o líder do governo no Senado, senador Fernando Bezerra Coelho, e o deputado federal André Ferreira, líder do PSC na Câmara Federal.

André, inclusive, estava com a passagem de retorno ao Recife marcada para a manhã dessa quarta-feira (30). Mas retardou a volta à capital pernambucana em função do convite do presidente para que ele viesse junto no avião.

Segundo informações do Palácio das Princesas, o governador Paulo Câmara não recebeu qualquer comunicado da agenda, realizada no Estado que governa. A programação oficial do governador para a manhã desta quinta prevê a visita à inauguração do Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, no Recife. Na ocasião, Câmara participa da entrega da unidade de saúde, em cerimônia liderada pelo prefeito Geraldo Julio.

Não é a primeira vez que agendas do Governo Federal ocorrem sem a presença do governador por falta de comunicado. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em meio ao problema do derramamento de óleo, também passou por Pernambuco sem entrar em contato com o chefe do Executivo estadual.

O presidente Jair Bolsonaro, por sua vez, já protagonizou atritos em ocasiões diferentes com o governador Paulo Câmara. O presidente já compartilhou vídeos em situações diferentes contendo provocações ao socialista, a quem chegou a tachar de "espertalhão" em discussão sobre o 13º do Bolsa Família. Também ironizou diagnóstico de Covid-19 do governador.