Paraty (RJ): preparamos um roteiro de 4 dias, é só clicar aqui

Tour de bike, jipe, canoa polinésia fazem parte do roteiro na cidade histórica

Não pode ficar de fora: passeio de barco em Paraty! - Fabiano Antunes/@rota1976

Quando a gente pensa em visitar Paraty, no Rio de Janeiro, já nos vem à mente fazer passeio um passeio de barco não é mesmo? E não podia ser diferente: esse destino convida a gente a se jogar no mar todo tempo. As opções de embarcações são muitas, desde as escunas que levam mais de uma centena de pessoas a barcos ou lanchas exclusivos para pequenos grupos. Neste post vamos dar um roteiro bacana de 04 dias neste paraíso. Acompanhe a gente também no Instagram, onde você pode receber várias dicas de viagem e conhecer paisagens incríveis! É só clicar AQUI!

                                        Imperdível: tour de barco pelas ilhotas da região de Paraty

E vamos começar o roteiro de barco mesmo, pra já chegar chegando! Os valores são negociados na hora e dependem muito da quantidade de pessoas, do tempo que ficará com a embarcação, etc. Tudo é bem negociável, se estiver sozinho acho que pelo custo benefício vale ir de escuna, é a opção mais econômica. Custa em média R$ 50 por pessoa. Se estiver em grupo de amigos, família ou numa trip tipo lua de mel aí vale sim reservar uma embarcação com exclusividade. Assim você ganha liberdade pra ficar o tempo que quiser em cada ponto de descida. Os barqueiros cobram em média R$ 100 a hora, um dia todo pode variar entre R$ 800 e R$ 1.300. A regra é pechinchar. Fiz esse tour com um marinheiro que conhece tudo da região e comandou a embarcação com toda responsabilidade. Entre os pontos visitados: Praia da Cadeia Velha, Ilha da Cotia, Ilha dos Côcos, Lagoa Azul, Praia Vermelha, Praia do engenho. O tour começou às 9h e terminou lá pelas 16h, quando o barco nos deixou no centro histórico de Paraty.

E aí, quem curte um tour de bike? Em Paraty, tem opção de conhecer praias, centro histórico… tudo na magrela e com uma verdadeira aula sobre todos os lugares por onde a gente passa. Fiz o tour com a Sou Mais Bike Paraty, que super recomendo! Eles oferecem um roteiro bem completo e a gente dá a pedalada no nosso ritmo. Então, pode participar desde iniciantes até a galera mais profissa que já tem costume de praticar rolês de bike. Nosso tour teve direito a descida por trilhas, caminhos de terra e com pedras, do jeito que o bom aventureiro gosta! A primeira parada foi na Praia do Corumbê, onde você começa a ter um contato mais próximo com a comunidade local. A parada permite banho e observação da paisagem sem pressa. Depois seguimos para a Praia do Rosa (acesso pela estrada que leva ao alambique Maria Izabel). Nesta, o convite ao banho foi irresistível! Água calma, rodeado de mata, um paraíso!

                                                Tour de bike em Paraty: cada vez mais adeptos!

No tour, passamos ainda pela Praia Jabaquara, pelo Forte de Paraty (onde temos uma vista linda de toda região), Praia do Pontal e o Centro Histórico. E o melhor: tudo sobre um ângulo diferenciado. A sensação é que a gente de bike se sente mais próximo da realidade do lugar, mais perto da vida cotidiana real. No centro histórico, passamos pelas principais ruas, mas sabendo de peculiaridades que a gente nem imagina. Por exemplo, conhecemos a casa onde vive o Príncipe João Henrique de Orleans e Bragança (tetraneto de Dom Pedro), construída em meados do século XIX; a casa onde foi gravado o filme original Gabriela, em que Sônia Braga subia ao telhado. A história se passava em Ilhéus, na Bahia, mas esta cena foi gravada em Paraty.

Já ouviu falar em Canoa Polinésia? É uma canoa de origem polinésia e que tem como característica um “braço” chamado ama que serve de estabilizador. É uma espécie de segundo casco, permitindo que mantenha sua velocidade sem comprometer a sua estabilidade. A canoa tem em média 14 metros de extensão e 50 centímetros de largura, comportando até 6 pessoas. O passeio começa ainda escuro, por volta das 4h30 da manhã quando a gente se encontra na praia pra receber as orientações do guia e saber como proceder durante a atividade. Cada pessoa tem uma função nas remadas, tem quem conte e faça a marcação para que os integrantes troquem o lado do remo, tem quem seja o leme pra dirigir o caminho da canoa etc. É uma atividade que busca integração das pessoas e num visual incrível! A canoa para em alguns pontos / ilhotas e dá pra tomar banho e ter um visual lindo de Paraty. O guia vai contando também sobre a história da cidade. “Com vista do mar pra terra fica mais fácil de entender como as coisas funcionaram aqui. É uma explicação bem interessante sobre a época rica do ouro, a estrada real, etc”, conta Rogério Hristov, que é biólogo marinho e guia turístico na região.

                                        O nascer do sol é uma das opções de tour de canoa polinésia

E pra finalizar nosso roteiro, fomos de jipe. Isso mesmo! À bordo da Jango Tour, seguimos de 4×4 pela Estrada Real do Ouro e visitamos um alambique, onde conhecemos a produção de cachaças. A Cachaçaria Paratiana reúne mais de 4 mil títulos da bebida, sendo a segunda maior do país. No final desta visita tem degustação! A primeira fica em Ouro Preto, Minas Gerais.Este tour sai todos os dias, sendo um dos mais procurados pelos turistas. Além do alambique, visitamos cachoeiras. Em cada veículo saem entre 9 e 11 pessoas, todos com máscara por causa da pandemia. Na Fazenda Pedra Branca, visitamos as cachoeiras Pedra Branca e da Usina além da cachoeira Tobogã onde é possível descer escorregando deitado ou sentado, além do Poço do Tarzan. O passeio dura em média 5 horas, começando por volta das 10h45/11h. É recomendado a crianças, pessoas de mais idade, família em geral!

                                        Tour de jipe nos leva a alambique e cachoeiras em locais de difícil acesso

Para saber mais detalhes e encontrar os contatos de cada um desses passeios é só clicar AQUI!

Veja também

Senado aprova medida provisória que cria Auxílio BrasilSenado Federal

Senado aprova medida provisória que cria Auxílio Brasil

Livro de Germana Accioly e nova exposição de Dani Acioli em cartaz na Casa Estação da LuzOlinda

Livro de Germana Accioly e nova exposição de Dani Acioli em cartaz na Casa Estação da Luz