Softex Pernambuco: promovendo a competitividade das empresas de software

O Softex PE é uma associação civil sem fins lucrativos, reconhecida como OSCIP

Yves Nogueira Presidente do Softex PE, Virgínia Sgotti Diretora do Softez PE, João Onofre Alves Diretor do Softex PE - - foto: divulgação

Fundado em 1994, o Centro de Excelência em Tecnologia de Software de Pernambuco (Softex PE) tem como missão principal promover a competitividade das empresas que atuam no polo tecnológico do estado. Por meio do associativismo empresarial, a organização busca apoiar o desenvolvimento desse setor que se destaca cada vez mais como uma atividade significativa na nova economia local.
O Softex PE é uma associação civil sem fins lucrativos, reconhecida como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) nos âmbitos municipal, estadual e federal. Conta com cerca de 340 empresas associadas, que são apoiadas em suas atividades de comercialização e de qualificação de recursos humanos, com o intuito de melhorar a força empreendedora dos negócios inovadores.
Fazem parte do conselho deliberativo importantes instituições, como a Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro), o Sindicato das Empresas de Processamento de Dados de Pernambuco (Seprope), o Núcleo de Gestão do Porto Digital e o Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CESAR). A academia se faz presente por meio da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e o setor produtivo com a Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe). Completam o colegiado titulares de pastas ligadas à área de ciência e tecnologia do Governo do Estado e da Prefeitura do Recife, além de um representante das empresas associadas.
Ainda no campo institucional, a organização representa a consolidação do Núcleo Softex do Recife, criado em 1993 no âmbito do Programa para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), iniciativa do governo federal em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). Um dos fundadores do núcleo recifense, o sexto a se estabelecer no país de um total de 28, foi o atual presidente, o empreendedor e executivo Yves Nogueira.
Hoje, o Softex PE participa como associado regional e membro do Conselho de Administração da Sociedade para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex Nacional). Trata-se de uma organização da sociedade civil que atua nos 26 estados brasileiros mais o Distrito Federal, conectando governo, academia e setor privado para impulsionar o desenvolvimento científico e tecnológico por meio da difusão da cultura do empreendedorismo.

Foco na excelência

Inauguração do núcleo Caruaru do Softex PE (Armazém da Criatividade)
Enquanto associação de referência no setor de tecnologia e negócios no estado, o Softex PE oferece uma ampla gama de serviços e eventos. Uma das iniciativas de maior destaque é o Núcleo de Excelência em Teste de Software (NEXT), que tem como objetivo aperfeiçoar a qualidade final dos produtos desenvolvidos pelas empresas de tecnologia da região.
Entre as atividades realizadas pelo NEXT, estão treinamentos em processos, testagem e qualidade de software, mentorias, desenvolvimento de projetos e fábrica de testes. Esse serviço, um dos poucos disponíveis no Nordeste que atende a empresas de pequeno e médio porte, capacita os associados para que possam avaliar seus sistemas de forma eficiente e econômica.
O Softex PE também promove programas de qualidade de software, como o MPT.Br e o MPS.Br, que visam melhorar os processos de testagem e desenvolvimento nas empresas associadas. O MPT.Br é um programa que envolve consultoria e certificação no modelo de melhoria no processo de testes, capaz de aperfeiçoar a qualidade dos sistemas e aumentar a produtividade das empresas. Já o MPS.Br é uma consultoria em implantação de melhoria dos processos de desenvolvimento e serviços que também prevê a certificação.
Para avaliar a situação e as expectativas do setor de tecnologia no estado, o Softex PE realiza, em parceria com o Seprope, a Sondagem Conjuntural do Setor de Tecnologia da Informação em Pernambuco. A pesquisa é feita por amostragem, a partir da base cadastral composta por cerca de 340 associados, e mede a percepção deles em relação à conjuntura, suas expectativas e nível de confiança do setor. 
Além disso, a associação também realiza fóruns de discussão técnica para refletir sobre conceitos e tendências na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). A ideia é aproximar as empresas para que elas possam, de maneira conjunta, discutir os rumos do setor, as inovações que surgem e as oportunidades de negócios.

Conexão com o mercado
O trabalho de apoio do Softex PE ao desenvolvimento do setor de TIC no estado inclui a realização de eventos como Match Day, Match Session e Partner Day, que aproximam associados e potenciais compradores de produtos e serviços. As empresas do mercado lançam seus desafios, que representam gargalos nas mais diversas áreas, a organização faz a curadoria e os apresenta aos seus membros. Em datas agendadas, as soluções são divulgadas aos gestores das empresas, podendo criar diversas oportunidades de negócios.
Para dar ainda mais visibilidade aos associados e ampliar as conexões com o mercado, o Centro de Excelência disponibiliza uma ferramenta de busca em seu website que funciona como um catálogo de empresas. No Cata.Logo, cada associado possui um perfil com um resumo do que é, o que faz, segmento em que atua, principal tecnologia ou metodologia utilizada, palavras-chave, fotos e informações completas para contato, com telefone, e-mail, website e endereço físico. 


O Centro de Excelência em Tecnologia de Software funciona ainda como uma imensa rede de relacionamento que conecta profissionais, empresários e formadores de opinião do ecossistema de TIC. Por meio de aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, esses atores interagem e trocam informações, oportunidades de negócios, compartilham reportagens, estudos e pesquisas relevantes para o setor.

Espaço colaborativo
No Bairro do Recife, coração do polo tecnológico de Pernambuco, empresas de tecnologia interessadas em se instalar fisicamente na região contam com as facilidades de um espaço comum colaborativo. O Empresarial ITBC, situado na Rua Domingos José Martins, foi inaugurado em 2010 e possui 3.880 metros quadrados de área locável. Além de abrigar a sede do próprio Softex PE, o edifício é ocupado por cerca de 60 empresas, instituições e projetos, reunindo aproximadamente 550 colaboradores.

Escritório sede do Softex PE
Entre as vantagens do empresarial, estão a portaria 24 horas, que funciona todos os dias da semana, internet banda larga de qualidade, refeitório, elevadores de última geração, auditório com capacidade para 48 pessoas e quatro salas de reunião privadas. Há, ainda, uma cafeteria no térreo e terraço panorâmico, em um desenho que favorece a complementação de competências e a formação de parcerias. Outro atrativo é a legislação municipal que garante alíquota reduzida do Imposto sobre Serviços (ISS) para empresas instaladas na área do Porto Digital.
Enquanto comunidade viva de empresas da área de tecnologia, o Softex PE busca se tornar, cada vez mais, um grande centro difusor da cultura da qualidade e uma referência em testes de software. Dessa forma, contribui para consolidar a reputação de Pernambuco e do Recife como um importante polo nacional de produção de TIC e disseminador dos benefícios da tecnologia para a inserção e promoção social.
 

 

As informações contidas neste artigo não refletem a opinião do Jornal Folha de Pernambuco e são de inteira responsabilidade de seus criadores.

Veja também

Demolição de passarela na BR-232 muda trânsito neste fim de semana; saiba como desvio vai funcionar
Curado

Demolição de passarela na BR-232 muda trânsito neste fim de semana; saiba como desvio vai funcionar

MEC volta a adiar divulgação da segunda chamada do Prouni
EDUCAÇÃO

MEC volta a adiar divulgação da segunda chamada do Prouni