A importância dos exercícios físicos para a saúde física e mental na pandemia

Fernanda Guerra, diretora de Saúde e Segurança na Indústria do SESI-PE - Livro Inspiração Saúde

Há mais de um ano houve uma ruptura comportamental da população mundial devido à pandemia da Covid-19. De lá para cá, o cenário de incertezas, o medo, o estresse e a tristeza têm afetado a saúde mental das pessoas. Nós, brasileiros, acostumados com a cultura do afeto, do abraço e do beijo, de uma hora para outra, passamos a praticar o isolamento social e a ficar mais tempo em casa e só sair quando necessário para realizar atividades tidas como essenciais. Com tudo isso, a atividade física da população diminuiu consideravelmente e trouxe impactos na saúde que podem ser percebidos tanto no corpo quanto na mente.

Um estudo realizado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) apontou que, apenas no primeiro mês do isolamento social, o aumento na incidência de estresse agudo passou de 6,9% para 9,7% e, em relação à depressão, os números quase duplicaram e subiram de 4,2% para 8,0%. Para lidar melhor com todas as adversidades geradas pela epidemia, alguns hábitos podem ser adotados para ajudar a conservar a mente e o corpo saudáveis. Não é novidade para ninguém que cada um reage de maneira diferente a situações estressantes, mas manter a rotina de casa e do trabalho em equilíbrio, conversar com os familiares e amigos, adotar uma alimentação balanceada e praticar exercícios físicos são algumas recomendações que vão ajudar a preservar a saúde física e mental.

E por falar em exercícios físicos, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) alertam que 47% da população brasileira adulta não se exercita o suficiente e 27% da população mundial não têm o hábito de praticar atividades físicas de forma regular. Embora algumas pessoas subestimem a prática da atividade física, ela é um importante instrumento para regular os níveis de hormônios estressantes, melhorar a qualidade do sono e do humor, aumentar a disposição para realizar outras tarefas, fortalecer os ossos e os músculos, reduzir o estresse e a ansiedade, além de promover o bem-estar emocional e até mudar o foco do pensamento promovido por agentes estressores, a exemplo do medo. 

Outro ponto benéfico de realizar alguma atividade é a possibilidade de evitar problemas de mobilidade no futuro, principalmente para aqueles que, atualmente, passam mais tempo deitados ou sentados devido ao teletrabalho. Portanto, para viver mais e melhor, reserve alguns minutos do seu dia para praticar algum exercício do seu interesse e, consequentemente, fortalecer o seu sistema imunológico e a sua saúde mental. 

Segundo a OMS, o ideal é que os adultos façam de 150 a 300 minutos de atividade física moderada ou de 75 a 150 minutos de exercício intenso, quando não houver contraindicação. 

Para quem está em busca de uma vida mais saudável e deseja prevenir doenças, uma boa alternativa é cuidar da saúde em casa, por meio de orientações de profissionais qualificados e experientes, pois, assim, é possível evitar que lesões e acidentes aconteçam em decorrência da realização de movimentos errados. O SESI-PE, por exemplo, oferece para o público em geral atividades on-line de consultoria com treinos personalizados e atendimento nutricional. Também realiza no formato virtual aulas de ginástica laboral, lives e roda de conversa com temas que visam estimular a melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores, sobretudo dos da indústria.

Vale salientar que, apesar da prática regular de atividades físicas ter várias vantagens, isso não significa que a pessoa estará imune à Covid-19. Mais do que nunca é preciso redobrar os cuidados para prevenir a contaminação do vírus. Lembre-se sempre de usar máscara ao sair de casa, higienizar as mãos com água e sabão com frequência, evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas, além de evitar aglomerações e respeitar o distanciamento social. A prevenção é o melhor ato de amor. Com você e com os outros.

Veja também

Testes de anticorpos após vacina contra Covid-19 são incapazes de garantir a eficácia do imunizante
Coronavírus

Testes de anticorpos após vacina contra Covid-19 são incapazes de garantir a eficácia do imunizante

Senado aprova redução na tarifa de energia elétrica por 5 anos
CONTA DE ENERGIA

Senado aprova redução na tarifa de energia elétrica por 5 anos