Dicas para manter boa alimentação das crianças nas férias

A nutricionista Nayara Kauffmann, docente da Wyden, ressalta a importância da manutenção de uma boa dieta durante as férias, especialmente com as crianças

Nutricionista Nayara Kauffmann, docente da Wyden. - Divulgação

Dias de folga, praia, diversão em casa: seja como for, o mês de julho sempre é um momento de relaxamento e da diminuição de vários compromissos. Durante este período, é comum que a família acabe deixando a alimentação um pouco desleixada, principalmente com o crescimento dos serviços em delivery e fast foods, que oferecem mais conforto e praticidade. No entanto, a nutricionista Nayara Kauffmann, docente da Wyden, ressalta a importância da manutenção de uma boa dieta durante as férias, especialmente com as crianças.

 

“Vários fatores podem estar envolvidos na falta de apetite das crianças, desde fatores psicológicos, fisiológicos ou patológicos. Dessa forma, a família junto com um profissional deve tentar identificar a principal causa e traçar metas para que essa criança possa garantir um bom suporte nutricional. Uma dica muito importante é apresentar alimentos saudáveis como frutas e verduras o mais cedo possível, ainda na primeira infância, e tentar receitas diferentes para chamar a atenção”, explica ela. 

A especialista afirma que é fundamental que a criança permaneça com uma rotina alimentar, realizando as refeições sempre nos horários certos e com regularidade. Uma estratégia, segundo Nayara, é misturar pratos já conhecidos pelos pequenos com legumes e verduras para facilitar a aceitação, bem como oferecer frutas frescas ao invés de sucos prontos - isso pode ajudar potencialmente na melhor ingestão de nutrientes essenciais para o organismo.

No contexto amazônico, as altas temperaturas atingem bem as cidades, o que exige também um cuidado redobrado da família. Por essa razão, o indicado é oferecer sempre líquidos aos pequenos, que podem ser consumidos na forma de água de côco, sucos, picolés e muita água. Além disso, é crucial lembrar sempre de que as crianças não devem fazer dietas restritivas, com poucas exceções. Logo, uma boa forma para manter uma criança saudável é sempre oferecer alimentos nutritivos como ovo, arroz e feijão, banana, carne magra, legumes e vegetais folhosos.

Veja também

Após início da nova etapa de triplicação, motoristas enfrentam trânsito intenso na BR-232
Recife

Após início da nova etapa de triplicação, motoristas enfrentam trânsito intenso na BR-232

Perícia usou DNA para identificar parte das vítimas da tragédia de Petrópolis
Petrópolis

Perícia usou DNA para identificar parte das vítimas da tragédia de Petrópolis