Brasil: Um dos Maiores Produtores de Alimentos do Planeta

A segurança alimentar é uma riqueza na equação geopolítica mundial

Canva

O Brasil é atualmente um dos maiores produtores e exportadores de alimentos do mundo e no ritmo que cresce a agropecuária brasileira, em breve, nos tonaremos o mais importante parceiro estratégico na produção de alimentos do planeta.

Países como os EUA e a China são grandes produtores de alimentos, no entanto, a China tem uma população gigantesca e os EUA tem 300 milhões de americanos com alto poder aquisitivo. O que a China produz não dá para alimentar os 1,6 bilhões de habitantes do país. Os EUA também não conseguem sozinho alimentar os 300 milhões de americanos com alto poder aquisitivo. 

A China tem enormes problemas com terras inférteis e clima. Os EUA têm restrições com o inverno e problemas em algumas áreas do seu território para produzir. 

Assim, sobra para o Brasil a responsabilidade de alimentar, com a produção de hoje, 800 milhões de habitantes do planeta. Com nossos 212 milhões de habitantes, temos a melhor condição de alimentar os demais povos, dentre todos os produtores de alimentos.

Produzimos muito e bem de tudo. De grãos a proteína animal. E a melhor notícia é que estamos muito longe de alcançar nossa capacidade máxima de produção. 

Nossa característica de país produtor de alimentos é conhecida desde os primórdios do descobrimento, conforme reportado por Pero Vaz de Caminha em 1500, em sua 1° Carta ao rei Dom Manuel: “dar-se-á nela tudo”, prontamente “traduzido” pôr “em se plantando tudo dá”.

Estava certo o nosso Pero Vaz de Caminha, hoje, a posição brasileira no cenário da segurança alimentar mundial é de extrema importância.

Agora vejamos a produção brasileira de alimentos em números absolutos, detalhados e separados entre agricultura e pecuária.

AGRICULTURA

O volume total produzido na agricultura no Brasil somou R$ 673,31 bilhões de reais em 2020 e R$ 756,03 bilhões de reais em 2021 (até novembro).

PECUÁRIA

A pecuária produziu R$ 339,61 bilhões de reais em 2020 e R$ 357,80 bilhões de reais, em 2021 (até novembro).

Assim sendo, o total do segmento agropecuário atingiu R$ 1.012,93 trilhão de reais em 2020 e R$ 1.113,84 trilhão de reais em 2021 (até novembro).

Esse esforço na exportação gerou um desempenho em 2020 de US 100,7 bilhões de dólares e US 110,7 bilhões de dólares em 2021 (até novembro).

Para conquistar esta posição no segmento do agronegócio no mundo, o Brasil utiliza 71 milhões de hectares para a agricultura e 180,2 milhões de hectares para pecuária (pastagens nativas e plantadas). Portanto, 251,2 milhões de hectares do território brasileiro estão voltados a produzir alimentos para o Brasil e o mundo.

Ao fim e ao cabo, o Brasil é hoje um país estratégico para o desenvolvimento e a sustentabilidade da humanidade. Uma das bases da alimentação mundial e um dos pilares do desenvolvimento da indústria e da ciência, através das nossas riquezas minerais.

Só nos resta entender esta realidade e saber aproveitá-la a exemplo dos árabes na década de 70, com o choque do petróleo, “precificando” ao mundo nossos alimentos e minerais, utilizando assim nossas riquezas e potencialidades para enriquecimento da nação e como diferencial competitivo na equação geopolítica no mundo.

 

 

Veja também

Publicidade Legal - 12 de Agosto de 2022 - Editais e balanços

Publicidade Legal - 12 de Agosto de 2022 - Editais e balanços

Com gol nos acréscimos, Athletico vence Estudiantes e garante vaga na semifinal da Libertadores
Futebol

Com gol nos acréscimos, Athletico vence Estudiantes e garante vaga na semifinal da Libertadores