Candidatos a prefeito na RMR repercutem decisão do TRE de proibir atos de rua

Divulgação TRE

A decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) em proibir atos presenciais relacionados à campanha Eleitoral 2020 não chegou a dividir opiniões entre os candidatos dos principais municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR). A reportagem da Folha de Pernambuco recolheu o posicionamento de prefeituráveis que, em sua maioria, se mostraram favoráveis à determinação, que passou a valer na noite de quinta-feira (29).

Vale lembrar que a proibição está atrelada a atos causadores de aglomeração, ainda que em espaços abertos, semi-abertos ou no formato drive-in, tais como: comícios; bandeiraços, passeatas, caminhadas, carreatas e similares; e confraternizações ou eventos presenciais, inclusive os de arrecadação de recursos de campanha, ainda que no formato drive-thru.

Veja o posicionamento de cada candidato:

RECIFE

Marília Arraes (PT)
"Em respeito à Resolução do TRE-PE que proíbe atos de campanha de rua em todo o Estado, a Coligação Recife Cidade da Gente, da candidata a Prefeita Marília Arraes (PT), comunica o cancelamento da Caminhada Lilás que seria realizada nesta sexta-feira (30), a partir das 15h, no Centro do Recife. 

Mesmo entendendo que a decisão extrapola as funções constitucionais do TRE-PE, e que também está em desacordo com o calendário de flexibilização do Poder Executivo Estadual, com previsão inclusive de volta às aulas nos próximos dias, e com festas, shows e atividades de lazer já acontecendo em todo o Estado, a Coligação Recife Cidade da Gente seguirá rigorosamente o que determina a resoluçã
Por fim, destacamos que a candidata Marília Arraes continuará a debater e dialogar com os recifenses, apresentando as melhores propostas para a cidade, respeitando a lei eleitoral e as normas sanitárias, dando continuidade à campanha que mais tem crescido no Recife.
atenciosamente,

Coligação Recife Cidade da Gente"

Patrícia Domingos (Podemos)
Segundo a assessoria de imprensa, “as agendas de rua estão suspensas até segunda ordem”

Mendonça Filho (DEM)
Segundo a assessoria de imprensa, o candidato não emitirá posicionamentos sobre a decisão.

João Campos (PSB)
A reportagem não obteve respostas até o momento.

Charbel (Novo)

"A decisão não foi clara. O Tribunal diz que acabou com a campanha de rua, mas ao mesmo tempo não ficou claro se panfletagem pode ser feita, se uma caminhada com até quatro pessoas é permitida, se eventos fechados que reúnam 20 pessoas estão autorizados... Esse decreto veio em um momento difícil, no meio da campanha. Isso deveria ter sido pensado antes e trabalhado junto com os candidatos"

OLINDA

Lupércio (Solidariedade)
"A Coligação Olinda Segue em Frente com o Povo, em virtude da resolução do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), informa que não realizará agendas que provoquem aglomeração de pessoas, tendo como prioridades a saúde e a vida da população olindense. Sempre de forma propositiva e consciente, a campanha do prefeito e candidato à reeleição, Professor Lupércio (SD), já está sendo realizada e será ainda mais intensificada também por meios virtuais (rádio, TV e redes sociais)".

João Paulo (PCdoB)
"O candidato João Paulo, acata a decisão da justiça porque como sempre diz, "decisão da justiça é para ser cumprida". O núcleo jurídico da campanha está atento aos fatos e tirando as dúvidas sobre os procedimentos legais para a campanha a partir da decisão judicial. O candidato está acompanhando os desdobramentos dos fatos". O candidato da coligação Olinda das Pessoas (PCdoB, PT, PSB, PP, PV) entende que diante da pandemia que o país enfrenta e a negligência do governo federal, os cuidados pela preservação da saúde e da vida das pessoas vem em primeiro lugar".

JABOATÃO DOS GUARARAPES

Anderson Ferreira (PR)
Segundo a assessoria de imprensa, “a campanha vai seguir todas as determinações do TRE, como tem sido feito desde o início. Claro, vamos ter que repensar os atos para esses próximos 15 dias, mas seguiremos todas as determinações. A gente não tem feito muitas caminhadas por conta da incompatibilidade de horários, tendo em vista que Anderson permanece como prefeito, só podendo ir às ruas após o expediente. Não realizamos nenhuma carreata ou comício até então. Temos feito reuniões com lideranças e moradores, em ambientes fechados, mas sempre respeitando as normas de segurança, como uso obrigatório de máscara, disponibilização de álcool em gel, distanciamento social e limite no número de participantes”.

Arnaldo Delmondes (PCdoB)

É louvável a preocupação do TRE e nós, desde o início, em nossa campanha, já estamos imbuídos em fazer de tudo para diminuir os efeitos da COVID-19. No entanto, sabemos que toda democracia tem o seu preço. Numa reta final de campanha, proibir os atos foi suplantar o trabalho que já tem sido feito com o plano de convivência das autoridades. Sem falar que tal decisão foi tomada unilateralmente, sem discutir com a sociedade e partidos. Mas, ainda assim, seguimos confiantes, responsáveis e vamos fiscalizar, se todas a normatização estará sendo cumprida.

Daniel Alves (MDB)
"O candidato a prefeito de Jaboatão dos Guararapes Daniel Alves (MDB) informa que está de acordo com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) em suspender atos de campanha que causem aglomeração. De acordo com o candidato, toda forma de prevenção contra a Covid-19 é essencial para evitar mais casos da doença. Daniel Alves ainda destaca que será uma eleição muito difícil, mas ele acredita que o povo de Jaboatão quer uma renovação. Por fim, Daniel Alves ressalta que a sua campanha política continuará seguindo todas as normas da Justiça Eleitoral. 
Jaboatão, 30 de outubro de 2020"

Maíra Vilar (PDT)
"Quando iniciamos a nossa caminhada com o objetivo de apresentar um novo projeto a Jaboatão dos Guararapes, sabíamos que seria um trajeto árduo. Enfrentar uma oligarquia familiar com financiamento milionário em uma campanha e ainda apostar na conscientização das pessoas não é fácil, sobretudo em meio a uma pandemia. No entanto, não abrimos mão dessa forma de fazer política.

O cuidado com cada um e cada uma tem sido nossa prioridade. Temos feito uma campanha limpa e verdadeiramente popular, olho no olho e conversando com os jaboatonenses nas ruas. Com a última Resolução do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), entendemos que a preocupação para conter um novo avanço de casos da Covid-19 merece estar na ordem do dia de todo candidato. No entanto, é muito provável que essa ordem prejudique diretamente o "trabalho de formiguinha" daqueles que não têm mandato.

As candidaturas que recebem grandes montantes de dinheiro e têm a máquina do Estado ao seu favor, certamente, pouco serão afetadas. Em contrapartida, o nosso diálogo e convencimento diário da população será dificultado. Não obstante, entendemos que é necessário reforçar a fiscalização do cumprimento das medidas de segurança contra o novo coronavírus pelos candidatos a fim de proteger as pessoas e ainda garantir a isonomia do pleito eleitoral".

Veja também

Aumento de indicadores da Covid-19 leva Jaboatão a suspender retorno de aulas para educação infantil
Coronavírus

Aumento de indicadores da Covid-19 leva Jaboatão a suspender retorno de aulas para educação infantil

Pela última vez, Trump perdoa peru pelo Dia de Ação de Graças
EUA

Pela última vez, Trump perdoa peru pelo Dia de Ação de Graças