Só mesmo Love para diminuir as “caquinhas” dos cartolas do Sport e de Claudinei

Gramado terrível da Ilha e erros na escalação prejudicaram o Leão no empate em 1x1 com o Criciúma

Apesar da idade avançada, Vagner Love deu uma aula de colocação e oportunismo em campo e deixou a sua marca - Foto: Rafael Bandeira/Sport Club do Recife

Não é novidade pra ninguém que há jogadores do Sport, que entraram em campo ontem à noite, que são Perronhas com “P” maiúsculo. Os caras estão deixando a torcida sem paciência alguma. Isso é fato. Mas, apesar de participarem do jogo contra o Criciúma, eles não foram os principais culpados pelo empate em 1x1 com os catarinenses, o que deixou o Leão mais distante do G4 da Segundona. Eu coloco tudo na conta dos cartolas rubro-negros e do técnico Claudinei Oliveira.

Culpo os dirigentes porque, há um bom tempo, venho dizendo que a Ilha do Retiro não tem condições de receber jogos enquanto estivermos no inverno. Ou seja, até o início de setembro, ainda vai chover muito por aqui, o que deixa o gramado mais parecendo um pântano.

Infelizmente, apesar de ser a casa dos rubro-negros, não há a mínima condição de fazer a bola rolar, com tanta chuva que vem nos castigando. O duelo de ontem disse tudo. A saída então seria mandar as partidas na Arena de Pernambuco, onde a drenagem é de Copa do Mundo. Abram os olhos enquanto é tempo, cartolas!!!

Já a culpa de Claudinei foi nas escolhas. Pelo amor de Deus, alguém me responda o que diabos estavam fazendo em campo William Oliveira, Denner, Kayke, Everton Felipe e Thiago Lopes. Esse povo é ruim demais e dá muita raiva de ver! As vaias, principalmente para os três últimos, comprovam o que estou dizendo.

No último lance, inclusive, Everton Felipe teve a chance de mandar a bola para a área, mas preferiu tentar um drible desnecessário, e aí o árbitro apitou o fim do jogo, para desespero da torcida. Meu Deus do céu!

Mas o grande destaque de ontem foi, sem dúvida, o experiente Vagner Love, justamente no dia da sua estreia com a camisa do Leão. Apesar da idade avançada, o cara deu uma aula de colocação e oportunismo em campo e deixou a sua marca.

Em pouco tempo, ele fez muito mais que Kayke e Búfalo em toda a temporada. E graças a ele, o Sport conseguiu pelo menos um pontinho. Que ele ganhe mais ritmo para fazer mais gols, ao lado do também atacante Gustavo Coutinho, que também demonstrou competência, e assim continuar no ”Love” com a torcida.

 

 

 

Veja também

Cuba segue combatendo um gigantesco incêndio
Cuba

Cuba segue combatendo um gigantesco incêndio

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada
Náutico

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada