Consumo exagerado de alimentos ultraprocessados prejudica a saúde do fígado

O fígado é um órgão imunológico que faz uma limpeza de poluentes no organismo

O consumo de alimentos ultraprocessados pode levar à gordura no fígado

Olá, internautas que acompanham a coluna “Saúde e Bem-estar”

O consumo de produtos alimentícios industrializados cresce a cada ano em todo mundo. No Brasil, os ultraprocessados estiveram mais presentes no cardápio das pessoas no início da pandemia.  O consumo desses produtos, aumentou de 9%, em outubro de 2019, para 16%, em junho de 2020, na faixa etária de 45 a 55 anos, por exemplo (Fonte: IDEC). Uma das grandes consequências disso é o surgimento de uma doença silenciosa, mas que tem uma evolução natural: esteatose hepática. O fígado é um órgão imunológico no qual o seu sangue entra em contato com células capazes de realizar uma limpeza do excesso de poluentes, metais pesados e outras substâncias que penetram em nosso organismo. De fato, este órgão é capaz de eliminar toxinas prejudiciais à sua saúde. Além disso, existem muitas outras funções, como a produção de proteínas sanguíneas, colesterol e a metabolização de medicamentos. Sendo assim, é preciso um cuidado especial e hábitos bem direcionados para que a saúde deste órgão esteja conservada. A esteatose hepática atinge boa parcela da população (23 % de adultos americanos - National Health and Nutrition Examination Survey). Este problema consiste no acúmulo de gordura nas células do fígado, o que eleva a produção de citocinas inflamatórias com aumento da oxidação local por radicais livres. As maiores causas são o uso excessivo de açúcar refinado e gordura saturada. O açúcar a mais é convertido em gordura, depositado nas células. Este problema cresce ao lado de outra doença muito conhecida: obesidade. Adicionados as causas temos o sono de baixa qualidade e problemas intestinais, que levam a absorção aumentada destes nutrientes piorando a doença como um todo. Tudo isso aumenta ainda o fator de risco para outras doenças metabólicas como o diabetes mellitus. Mesmo assim, esse problema é negligenciado por grande parte da população, mas a longo prazo isso pode ser bem mais sério, pois a sua evolução natural é a cirrose e câncer hepático. A melhor maneira de se combater a esteatose hepática é com uma alimentação bastante equilibrada, associada a exercício físico, além dos cuidados com sono e controle do estresse.

Seja a sua melhor versão
Rafael Coelho

 

Perspectiva 2022

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), milhões de mortes poderiam ser evitadas todos os anos, ao redor do mundo, se a população fosse mais ativa. A atividade física regular pode prevenir doenças cardíacas, diabetes e câncer, reduzir os sintomas de depressão, ansiedade e estresse. Para o Profissional de Educação Física, Edgar Guadagnano, 2022 deve ser o ano da virada de chave na mentalidade das pessoas que estão saindo do sedentarismo. 

Professor Edgar Guadagnano

Edgar Guadagnano - Foto: Divulgação

“A pandemia despertou o gatilho do medo na população mundial e isso fez com que todos se preocupassem mais com a saúde. Após várias evidências mostrando a importância do exercício físico para melhora da imunidade, ansiedade e estresse é percebido um aumento da quantidade de pessoas que buscam atividades físicas, é fácil notar o quanto os parques públicos estão mais cheios, academias e principalmente ambientes abertos como boxes de crosstreino e Beach tênis. Acredito que 2022 vai ser de fato o ano da virada de chave na mentalidade de quem está saindo do sedentarismo, antes o principal objetivo era melhorar esteticamente, hoje é ser mais saudável e viver melhor” - Edgar Guadagnano 

O Bem faz bem

Natal Solidário

O Home Center Ferreira Costa realiza ação de arrecadação de brinquedos para crianças carentes. Para participar, basta escolher uma das cartinhas da árvore de Natal, instalada em uma unidade da rede, comprar o brinquedo que a criança escolheu e entregar na loja. A campanha se encerra em 10 de dezembro. Informações aqui

Bolsa de estudo

Estão abertas as inscrições para a seleção de bolsas de 100% da mensalidade para o curso de Medicina da Faculdade Tiradentes (Fits Pernambuco), integrante do Grupo Tiradentes. Ao todo, serão oferecidas 15 bolsas a candidatos comprovadamente de baixa renda. Serão 10 para a FITS Piedade e 5 para a FITS Goiana. Os interessados devem fazer as inscrições até o dia 10 de dezembro. O regulamento normativo você encontra aqui.
 

Veja também

Publicidade Legal - 20 de Janeiro de 2022 - Editais e balanços

Publicidade Legal - 20 de Janeiro de 2022 - Editais e balanços

Bolsonaro não garante reajuste para policiais, mas diz que aumento para outros servidores só em 2023ORÇAMENTO

Bolsonaro não garante reajuste para policiais, mas diz que aumento para outros servidores só em 2023