Glutamina: aliada do sistema imunológico

Glutamina - Unsplash

Olá, leitores e internautas que acompanham a coluna Saúde e Bem-Estar da Folha de Pernambuco

A glutamina é um aminoácido que pode ser encontrada nos músculos, adquirida na alimentação e também na forma de suplementos. A glutamina representa um aminoácido importante para o organismo por atuar em vários processos do nosso metabolismo.

Ainda em estudos para comprovação científica, a glutamina pode ser auxiliar do sistema imunológico, por induzir o fortalecimento de células de defesa do nosso corpo. Melhora a saúde intestinal e sua função. 80% da glutamina por via oral é absorvida pelo sistema intestinal. Pois é, sabe por quê? A glutamina é uma das fontes de energia das células que compõe o nosso intestino (enterócitos). Através dela, estas células fazem a respiração celular é produzem ATP.

A glutamina é encontrada em carnes, peixe, ovos, leite e diversos outros alimentos. Ela é importante como aminoácido na manutenção da massa muscular, melhorando, assim, a performance do atleta e dos praticantes de exercício físico. Auxilia no tempo de recuperação  do mesmo após o treino e em todas as modalidades. Assim, pode-se dizer que a Glutamina ajuda na resistência do nosso sistema osteomuscular.

Em alguns casos, é recomendada como suplementação, em algumas cirurgias, queimaduras, principalmente as graves, como as de segundo e terceiro graus, complicações digestivas e também para nutrição do paciente com queixa em algumas doenças como portadores de HIV. O motivo é que ela é um poderoso aminoácido que estimula a síntese protéica, recuperando inúmeros tecidos. 

Saúde Mental - A glutamina melhora a memória e a concentração, por ser matéria-prima para formar um tipo de neurotransmissor no cérebro, além de equilibrar a ansiedade.

Mas, cuidado, a suplementação deve ser recomendada por um médico ou nutricionista. Todo excesso de nutrientes e suplementos pode trazer desvantagens também. 

Busque a sua melhor versão!



Pílulas

Certificação I - A Multihemo, especializada em oncologia e hematologia, recebeu a certificação QOPI® (Quality Oncology Practice Initiative), um programa de qualidade da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), principal sociedade médica da área. O selo é um reconhecimento das melhores práticas internacionais onco-hematológicas na busca por um atendimento de excelência aos pacientes.

Certificação II - A clínica, que faz parte do Grupo Oncoclínicas, foi avaliada em 125 critérios, nos quais foram abordados vários domínios, como segurança no ambiente proporcionado pela instituição, planejamento do tratamento, armazenamento, preparação e administração dos medicamentos e acompanhamento por toda equipe assistencial (Recepção, Nutrição, Psicologia, Enfermagem, Farmácia e Médicos), adotando as melhores práticas antes, durante e depois do tratamento do paciente (adesão, toxicidade e complicações).

Fitness – A feira de negócios fitness, Recifitness, não terá sua 8ª edição neste ano, devido à pandemia do novo coranavírus, mas, promete muitas novidades para 2021. “O nosso evento é qualidade de vida, bem-estar e esporte. E por conta disso informamos que devido aos impactos da pandemia Covid-19 e pelo cenário econômico atual que está marcado por incertezas e também após conversas com os expositores e reuniões com os órgãos competentes, decidimos que ainda não é o momento de realizarmos um evento que reúne milhares de pessoas”, informa Juliana Medeiros – coordenadora geral da Recifitness.

Cerveja - O urologista Dimas Antunes chama atenção para o consumo da cerveja, já que assim como as demais bebidas alcoólicas, ela diminui a produção da vasopressina, hormônio que regula o volume da urina. Quanto mais se bebe, maior vontade de urinar e, junto com a água, vão os sais minerais, favorecendo a desidratação e aumentando a chance do cálculo renal. Além disso, a cerveja possui purina em sua composição, que em excesso aumenta a taxa de ácido úrico no sangue, contribuindo também para as pedras nos rins. 

Médico Jurandi Galdino 
Médico Jurandi Galdino (Foto: Hilton Marques/Divulgação)

Palavra do Especialista

Exames de imagens e Covid-19

“A realização de exame de imagem confere ao médico a possibilidade de avaliar de maneira mais precisa o acometimento das vias respiratórias...” Jurandi Galdino

Os exames de imagem (radiografia e tomografia do tórax) representam uma importante ferramenta nos casos de Covid-19, pois mesmo não sendo considerado parâmetro para diagnóstico e seus achados serem inespecíficos, semelhante a outras infecções virais, sua realização confere ao médico a possibilidade de avaliar de maneira mais precisa o acometimento das vias respiratórias, bem como a real condição do paciente. Por outro lado, devem ser solicitados de maneira criteriosa a pacientes hospitalizados, sintomáticos e em situações clínicas específicas, pois estes devem ser mantidos em condição de isolamento e sua ida ao setor de imagem favorece a transmissão do vírus, além de restringir o uso da sala de exames durante o processo de desinfecção da mesma.

Jurandi Galdino é Médico Radiologista
CRM/PE: 13961

@jurandigaldino