Inverno exige cardápio reforçado com vegetais

Hidratação correta deve ser mantida nesta época do ano

Inverno: alimentação rica em nutrientes - Canva

Olá, internautas que acompanham a coluna Saúde e Bem-estar

O inverno chegou no Brasil e a temperatura no Recife já caiu, além de existir as insistentes chuvas. Para muitos é uma época com mais alergias respiratórias, asmas, sinusites e rinites. 

No inverno, a sua imunidade pode baixar. Como o tempo está mais ameno, é normal que bebamos menos água, mas não caia nesta armadilha.  Consuma água normal, além de sucos cítricos ricos em vitamina C e chás quentes para regular a temperatura do corpo. Pesquisas mostram que o organismo no inverno tende a ficar mais fragilizado, principalmente em relação aos rins e bexiga.
 
Confira 5 alimentos bons nesta época do ano

Morango: Tem baixo teor calórico e use no lanche ou sobremesas. É rico em vitamina C, que ajuda na cicatrização de ferimentos e fortalece a parede dos vasos sanguíneos.

Laranja: Rica em vitamina c, essa fruta tem muitos antioxidantes e propriedades anti-inflamatórias. A laranja lima é super recomendada para gestantes e crianças. 

Pera: Como antes das refeições para ficar mais saciado e não encher o prato é um alimento fibroso. 

Batata-doce: Alimento que produz energia, um carboidrato do bem. Ideal para quem faz exercício físico. 

Inhame: É uma boa fonte de vitamina B6, nutriente necessário para ajudar a quebrar a homocisteína, um aminoácido que pode danificar diretamente as paredes dos vasos sanguíneos. A ingestão adequada desse alimento reduz o risco de doença cardíaca.

Não se esqueça das sopas de legumes e bem quentinhas para um final de tarde é uma delícia. Sobre a vitamina C, ela é boa para evitar infecções no organismo, porém se você já tiver com gripe e resfriado não irá curar você. Consulte seu médico para recomendar a dose diária.

Outros vegetais que estão em safra no inverno 

Frutas: carambola, kiwi, mexerica e tangerina; todas elas ricas em vitaminas C e que colaboram para o fortalecimento do sistema imunológico, importante para essa época de frio. Além disso, a vitamina C tem ação antioxidante, que previne o envelhecimento precoce e favorece a saúde da pele.

Verduras: agrião, coentro, couve, espinafre, mostarda e salsão; folhas verdes escuras são essenciais na alimentação do dia a dia, pois são ricas em fibras e ferro de origem vegetal, prevenindo quadros de anemia. Algumas delas, como o salsão, possuem também ação diurética.

Legumes: Cenoura, abóbora, cará, ervilha, mandioca, mandioquinha, milho, palmito, pepino e rabanete; aqui temos um mix de nutrientes importantes, como carboidratos para fornecer energia, proteínas de origem vegetal através das leguminosas.

Outras dicas importantes, principalmente para os alérgicos

Evite locais fechados e com aglomeração de pessoas. 
Procure áreas mais arejadas com maior circulação de vento. 
Ao usar seus casacos, moletons e mantas, lembre-se que eles estão muito tempo guardados. Separe-os e lave-os. É muito importante você não ter contato direto com a pele e olhos com o mofo. 

Aproveite o inverno com saúde e bem-estar

Seja a sua melhor versão
Rafael Coelho


Pílulas

Conscientização da Cardiopatia Congênita

Junho é o mês de Conscientização da Cardiopatia Congênita, cuja estimativa é que 1 em cada 100 crianças nasce com uma alteração.

Raiane Brandt, obstetra e especialista em medicina fetal, explica que seja qual for o defeito na função ou estrutura do coração, caracteriza-se como cardiopatia congênita e entender qual o problema cardíaco congênito do bebê é essencial para definir o tratamento adequado.

"Infelizmente, muitos ainda desconhecem a ecocardiografia fetal e o teste do coraçãozinho para diagnosticar precocemente possíveis alterações", explica. Ela enfatiza a importância do acompanhamento ultrassonográfico durante a gestação com profissionais especializados aptos em perceber quando há indicação do exame. 

Raiane ressalta ainda que nem sempre a cirurgia é indicada:

"Em casos simples, o acompanhamento pode ser suficiente. Contudo, ocorrem situações nas quais a intervenção cirúrgica se faz necessária, inclusive intra-útero", conclui. 


Lançamentos

Desenvolvimento emocional pela arte no tratamento de pacientes psiquiátricos analisada em duas novas obras

Um trabalho inédito realizado pelo psiquiatra e cientista Isac Karniol e pela psicóloga e psicanalista Patrícia Karniol busca humanizar as terapias psiquiátricas focando não apenas na razão científica, mas levando em conta a "subjetividade" – os sentimentos e emoções dos pacientes. Para atingir esse novo patamar, os estudiosos se utilizam da arte como linguagem que possibilita a expressão do mundo interior.

Uma dessas experiências foi realizada com o renomado artista plástico Egas Francisco, um dos maiores pintores brasileiros, durante sessões de terapia, descritas em detalhes no livro O Primordial no Homem Moderno, da Zagodoni Editora.

O livro mostra como os especialistas auxiliaram no desenvolvimento do artista, em depressão profunda, na busca pelo primordial, "a energia básica da vida".

"Ele vivenciava um vazio existencial e raramente se manifestava por palavras durante a terapia, mas por esboços e desenhos multicoloridos. Com isso, conseguiu reconstruir seu mundo emocional", analisa Isac Karniol, professor titular do Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

"A arte traz por meio de outras formas de linguagem as emoções e sentimentos necessários para o ser humano continuar se desenvolvendo. Somente a razão desenvolvida não é suficiente para atingirmos novas evoluções", completa Patricia Karniol.

A obra traz documentos inéditos dos cerca de 500 desenhos produzidos por Egas durante os dois anos de sessões de terapia. Todos nasceram da relação entre paciente e terapeuta. As produções feitas durante as sessões vem carregadas de espontaneidade e diferenciam-se das obras elaboradas nos ateliês, onde a presença da razão é mais marcante. 

Bullying e seus alvos

Outro exemplo desse tipo de abordagem está contido em outra obra da dupla de especialistas, em conjunto com a pedagoga Robinéia da Costa Seraphim, Bullying: Quem são os Alvos? da Editora CRV.  O livro traz a história de um adolescente do ensino público, que sofria sistematicamente bullying na escola e tinha dificuldades de relacionamentos com os professores e colegas. Por meio da interpretação de seus desenhos, a professora Robinéia percebeu que podia estabelecer uma comunicação mais próxima com o aluno. Seus desenhos, que podem ser observados na obra, expressavam suas angústias particulares e muitas vezes até mesmo a morte.

"Com o sofrimento, ele chegou a planejar comprar uma arma para se vingar daqueles que o maltratavam", ressalta Patrícia Karniol, especialista em psicanálise pela Universidade de São Paulo (USP).  O benefício obtido durante o tratamento foi evidente. "Ele voltou a estudar e se reconstituiu emocionalmente, conseguindo direcionar até mesmo sua vida profissional", conclui a psicanalista.

A história do adolescente Seven (nome fictício), que teve a vida renovada pela ação da professora e dos especialistas, será contada também em um documentário: Arte, Ciência e um Divã, que será lançado em breve. 
 

Veja também

Publicidade Legal - 08 de Agosto de 2022 - Editais e balanços

Publicidade Legal - 08 de Agosto de 2022 - Editais e balanços

Cuba segue combatendo um gigantesco incêndio
Cuba

Cuba segue combatendo um gigantesco incêndio