Movimente-se: sedentarismo é fator de risco de para diabetes e hipertensão

Sedentarismo - Composição: Luchino Marchi

O sedentarismo é um grande fator de risco para as inúmeras doenças metabólicas que existem. Dentre essas doenças está o Diabetes Mellitus, a Obesidade e a Hipertensão Arterial Sistêmica. Além disso, ele é cada vez mais relacionado, nos estudos científicos, ao aparecimento de diferentes tipos de cânceres. Como seres humanos, temos a característica de sermos armazenadores de energia. Se não praticarmos atividade física, neste contexto não teremos um gasto energético suficiente para o equilíbrio metabólico e assim poderemos acumular gordura abdominal que aumenta a inflamação no organismo e, assim, ocorre desregulação hormonal generalizada.

O aumento do colesterol LDL é outro ponto que vem como consequência do sedentarismo. Sabemos, inclusive, que o excesso deste tipo colesterol está relacionado ao aumento de eventos cardiovasculares. Para iniciar a prática do exercício físico é importante que busque além do seu médico, um educador físico, pois diminui o risco de lesões decorrentes dos treinos. O ideal é a prática mínima de 3 vezes na semana durante 60 minutos. Faço questão de lembrar que a musculação é uma das melhores abordagens, pois leva ao controle do perfil glicêmico e ativa a queima do excesso de gorduras. E aí? Estão motivados para iniciar os seus exercícios físicos e sair do sedentarismo?

SAÚDE EM DIA
Encontro Científico tem proposta beneficente

O I Encontro Científico Interdisciplinar de Atenção ao Prematuro, realizado pelo Hospital João Murilo de Oliveira e que vai acontecer no próximo dia 16, no auditório da Faintvisa, em Vitória de Santo Antão, terá sua renda revertida para a realização do III Encontro de Prematuros do HJMO, um evento de comemoração que será realizado na sexta-feira (17). Com palestras voltadas para estudantes e profissionais de saúde, o encontro científico vai contar com diversas palestras ao longo do dia, ministradas por profissionais com experiência em atendimento ao prematuro, além de uma roda de diálogo com a participação de uma psicóloga, uma médica neonatologista e uma mãe de prematuro.

Novo tratamento para insuficiência renal crônica
Um novo tratamento que vai proporcionar mais qualidade de vida para pacientes com insuficiência renal crônica está disponível no Recife. A Hemodiafiltração de Alto Volume traz avanços na terapia dialítica e pode prevenir complicações como intercorrências cardiovasculares, anemia inflamação sistêmica, desmineralização óssea e desequilíbrio pressórico. O procedimento é mais eficiente por ter um filtro maior, possibilitando a eliminação de mais toxinas do organismo das pessoas em diálise. Outras informações na Uninefron: Fone: (81) 3033-7676.

Leia também:
Novembro Azul: Substância encontrada em alimentos faz bem à saúde do homem
Entenda o significado das Curvas “L” e “U” no processo de emagrecimento


DOSE DE SAÚDE

 

Endryls Curato – Atleta de Fisiculturismo

Endryls Curato – Atleta de Fisiculturismo - Foto: Cortesia

 

 

"Minha dose diária de saúde é primeiramente me manter 100% com minha dieta, comer bem é ótimo começo para se obter um corpo saudável. Mas não basta apenas manter uma boa dieta, você precisa ter um bom profissional da área cuidado 100% da sua saúde. Além de fazer dieta, treino 5 vezes na semana e sou acompanhando por um educador físico, onde me acompanha constantemente meus treinos. Com isso consigo manter meu corpo em perfeita harmonia com minha mente, isso me deixa bastante motivado e querendo melhorar 100% mais a cada dia que se passa". (Endryls Curato – Atleta de Fisiculturismo).

VOCÊ SABIA?

Anna Karla Pimenta – Nutricionista

Anna Karla Pimenta – Nutricionista - Foto: Cortesia


"Os seres humanos são regulados por uma espécie de “relógio biológico interno” e são rítmicos, ou seja, ativos durante o dia e, durante a noite tendem a repousar e dormir. Porém, na sociedade moderna, a intensidade da luz doméstica durante a noite (celular, televisão, atividades sociais) altera o nosso “relógio interno” contribuindo para doenças metabólicas, diabetes e obesidade. A composição da dieta pode, adicionalmente, influenciar no 'relógio biológico'. O horário do consumo de alimentos e refeições também pode repercutir em diferentes respostas metabólicas. Desta forma, o alimento consumido de manhã pode ter uma resposta metabólica diferente se consumido à noite. A crononutrição refere-se, portanto, à coordenação da ingestão de alimentos com os ritmos diários do corpo, de forma respeitar o seu ritmo natural". (Anna Karla Pimenta – Anna Karla Pimenta – Nutricionista).

* Rafael Coelho (CRM: 23943/PE) é médico pós-graduado em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia (Abran) e atualização em Medicina Ortomolecular. É Diretor da Comissão de Saúde e Performance da Federação Estadual de Fisiculturismo (IFPP-PE). Sugestões para [email protected]

A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas. 

Veja também

Dezenas de corpos são exumados em hospital de Gaza; Israel promete aumentar pressão
GAZA

Dezenas de corpos são exumados em hospital de Gaza; Israel promete aumentar pressão

Protesto contra racismo, islamofobia e violência policial em Paris
PROTESTO

Protesto contra racismo, islamofobia e violência policial em Paris

Newsletter