Você sabe o que é a síndrome metabólica?

Síndrome Metabólica - Pixabay

Olá, leitores e internautas que acompanham a coluna Saúde e Bem-Estar da Folha de Pernambuco

Síndrome metabólica é um conjunto de patologias que aumentam o risco de doenças cardiovasculares entre os indivíduos. Temos a hipertensão, alterações significativas no colesterol, triglicerídeos e da glicemia. A obesidade, como uma doença, é também uma síndrome metabólica.

A obesidade torna-se neste contexto uma doença de base para o infarto e o derrame cerebral, por exemplo. A síndrome metabólica tem como fundição a chamada  resistência à insulina, processo intimamente ligado ao ganho de peso, gerando, em alguns indivíduos, a chamada diabetes tipo II. Temos como fatores de risco à síndrome metabólica: má alimentação, principalmente composta por carboidratos simples (pão, bolos, bolachas, sorvetes), gorduras saturadas, o cigarro e o sedentarismo. O diagnóstico da síndrome metabólica é feito por exame clínico, exame de sangue, em especial colesterol. Funcionalidades dos rins e fígado, bem como exames hormonais.

Caso o paciente preencha 3 dos 5 pontos a seguir temos a síndrome metabólica:

-Obesidade: circunferência da cintura maior que 88 cm na mulher e 102 cm no homem

-Hipertensão Arterial: pressão arterial sistólica maior que 130 e/ou pressão arterial diastólica maior 85 mmHg

-Glicemia de jejum alterada (glicemia maior que 110 mg/dl) ou diagnóstico de diabetes

-Triglicerídes maior 150 mg/dl

-HDL colesterol menor 40 mg/dl em homens e menor que 50 mg/dl em mulheres
 

Cultivar uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos com regularidade é o tratamento mais adequado. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 150 minutos de exercícios por semana. Você usando 5 dias por semana com 30 minutos de caminhada, por exemplo, já estar em um patamar aceitável. O Brasil, também segundo a ONU, é o país mais sedentário da América do sul. Para tratar diabetes, hipertensão e colesterol o uso de medicamentos, na maioria dos casos, será necessário. Já em outros casos, o controle da obesidade e hábitos de vida saudáveis, poderão dispensar o uso de remédios. Inclua na sua alimentação: frutas, verduras, tubérculos, grãos integrais, azeite. Diminuindo o uso do sal, açúcar e a farinha branca.

 

Não deixe de fazer o seu check-up anual com o médico, mesmo neste período de distanciamento social. Não baseia a sua saúde nas buscas pela internet.

Busque a sua melhor versão!

Pílulas

Catarata - Mesmo diante do distanciamento social imposto pelo coranavírus é preciso em se tratando de saúde ocular também ter a consulta presencial, como é no caso do diagnóstico da catarata, além dos demais procedimentos relacionados à catarata. A cirurgia de catarata é rápida e dura, em torno, de 10 a 15 minutos. É um procedimento muito seguro e utiliza anestesia tópica, que não precisa de injeções. “Trata-se de uma intervenção bastante previsível e essa previsibilidade se traduz na possibilidade de se aproveitar o momento cirúrgico para a correção de erros refrativos, liberando o paciente do uso de óculos ou de lentes de contato”, revela o oftalmologista e especialista em catarata, Gerber Caraciolo.

Ação - O UNICEF irá intensificar as ações no semiárido pernambucano como resposta à interiorização da pandemia de Covid-19. Embora crianças e adolescentes não sejam os mais diretamente afetados pelo coronavírus, são eles os que mais têm sofrido com o fechamento de escolas e distanciamento social. A iniciativa busca garantir acesso aos serviços essenciais, como vacinação, proteção dos conselhos tutelares e um retorno seguro para a volta às aulas quando possível. 

APP - A Fresenius Medical Care, proprietária da Nefroclínica, está disponibilizando aos seus pacientes renais, o aplicativo my Companion, com informações dos tratamentos, medicação prescrita,  além do histórico dos resultados laboratoriais. Há ainda dicas úteis, receitas e notícias. Muitos anotavam dados em um caderninho. A receptividade tem sido positiva pela praticidade. 

Palavra do Especialista

Saiba como tratar a Dermatite Seborreica

 

Sérgio PauloDermatologista Sérgio Paulo.

“A causa do mal não é totalmente conhecida e a inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos...” – Dermatologista Sérgio Paulo

A dermatite seborreica é uma doença inflamatória da pele, que causa principalmente descamação e vermelhidão em algumas áreas da face, como sobrancelhas e cantos do nariz, couro cabeludo e orelhas. É uma doença de caráter crônico, com períodos de melhora e piora dos sintomas. A doença atinge cerca de 3% da população e cerca de 5% dos adultos jovens. Existem duas formas de manifestações: nas crianças entre o primeiro e o terceiro mês; e nos adultos, com pico de incidência entre a quarta e sexta décadas de vida. Afeta predominantemente o sexo masculino. A dermatite seborreica não é contagiosa, alérgica ou causada por falta de higiene. O excesso de oleosidade da pele pode influenciar na inflamação da mesma por haver uma coincidência da inflamação da pele e as áreas mais oleosas A causa não é totalmente conhecida e a inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos, como situações de fadiga ou estresse emocional e consumo de álcool. A presença do fungo Pityrosporum ovale também pode provocar a doença. Por se tratar de uma doença inflamatória crônica, em resposta a uma provável presença de um fungo na pele e do seu metabolismo através da utilização dos lipídios da pele, o objetivo do tratamento consiste no controle da inflamação, da proliferação do micro-organismo e da oleosidade. Diversas classes de medicamentos são utilizadas, de maneira que é vasto o arsenal terapêutico para controle da doença.

*
Rafael Coelho (Médico – CRM/PE: 23.943)
Site: https://www.rafaelcoelho.med.br/
Instagram: @drrafaelcoelho

 

Sérgio Paulo é médico dermatologista
CRM/PE: 5523 RQE: 274
@prontopele