Apple adia indefinidamente lançamento de funções de IA na Europa

No início de junho, a Apple lançou o Apple Intelligence, um novo conjunto de recursos destinado a ot

A Apple decidiu chamar sua Inteligência Artificial de Apple Intelligence - Reprodução/YouTube Apple

A Apple disse nesta sexta-feira (21) que adiou indefinidamente o lançamento de seu sistema de inteligência artificial (IA) generativa na União Europeia devido a "incertezas regulatórias" relacionadas ao Regulamento dos Mercados Digitais (DMA), anunciou uma porta-voz.

A empresa está preocupada com as obrigações estabelecidas pelo DMA em relação à interoperabilidade, que deveria permitir a comunicação entre diferentes plataformas e sistemas de mensagens, mas que, segundo a Apple, poderia representar um risco para a segurança e a proteção dos dados pessoais.

No início de junho, a Apple lançou o Apple Intelligence, um novo conjunto de recursos destinado a otimizar o uso de seus dispositivos através da IA generativa.

Entenda como funciona a IA
A IA generativa permite criar conteúdos em texto, imagem ou som a partir de uma simples instrução formulada em linguagem cotidiana, ou obter respostas detalhadas a perguntas.

Com o Apple Intelligence, agora é possível criar seu próprio emoji personalizado ou encontrar uma foto em seus álbuns descrevendo-a verbalmente.

O novo serviço é uma tentativa da empresa de se atualizar no campo da IA generativa, no qual vários de seus principais concorrentes já oferecem produtos incorporando essa tecnologia há vários meses.

Durante a apresentação do Apple Intelligence, a companhia enfatizou a segurança de seu sistema, uma de suas principais preocupações há décadas.

Os proprietários de iPhones equipados com o Apple Intelligence poderão aproveitar a potência de cálculo de servidores remotos (computação na nuvem) e não estarão limitados às capacidades de seus smartphones, mas sem que seus dados possam ser armazenados ou utilizados por terceiros.

O DMA, que entrou em vigor no início de março, obriga que os gigantes tecnológicos se abram para a concorrência.

A regulamentação mira especialmente a Apple, que terá que permitir a instalação de lojas de aplicativos diferentes da Apple Store em seus produtos.

Veja também

Fuzil usado contra Trump, AR-15 foi a arma mais utilizada em chacinas nos EUA na última década
ataque

Fuzil usado contra Trump, AR-15 foi a arma mais utilizada em chacinas nos EUA na última década

"Atentados são contra as pessoas de bem e conservadoras", diz Bolsonaro ao comentar ataque a Trump
tiros na Pensilvânia

"Atentados são contra as pessoas de bem e conservadoras", diz Bolsonaro sobre Trump

Newsletter