Brasil tem 46% de aumento de ataques cibernéticos no segundo trimestre deste ano

Organizações no país foram atacadas 1.540 vezes semanalmente

Irganizações no país foram atacadas 1.540 vezes semanalmente - Pixabay

Um levantamento feito pela Check Point Research (CPR) mostrou aumento histórico de ataques ransomware no mundo - tipo de malware usado por cibercriminosos para sequestrar o computador da vítima e cobrar resgate. Segundo a organização de cibersegurança, uma em cada 40 organizações foi impactada pelo crescimento dos ataques cibernéticos no segundo trimestre de 2022, um crescimento de 59% ano a ano. No Brasil, houve aumento de 46% nos casos identificados. 

Segundo a divisão de pesquisa da Check Point, a América Latina registrou o maior aumento nos ataques, tendo uma em cada 23 organizações impactada semanalmente. Isso representa um salto de 43% em comparação ao segundo trimestre de 2021. A região é seguida pela Ásia, que registrou aumento de 33% em relação ao ano anterior, atingindo uma em cada 17 organizações atingida semanalmente.

Em relação às estatísticas sobre o Brasil, o levantamento da divisão CPR apontou que, em média, as organizações no país foram atacadas 1.540 vezes semanalmente.

Setores
Quando o estudo é feito nos setores de mercado, a divisão de Varejo e Atacado foi a que teve o maior pico de ataques de ransomware no mundo, com um salto alarmante de 182% em comparação ao mesmo período do ano passado. Ela foi seguida pelo setor de SI/VAR/Distributor (Integradores de Sistemas/VAR/Distribuidores), que teve aumento de 143% e, em seguida, Governo/Militar, com 135%, atingindo a proporção de uma em cada 24 organizações afetada por ransomware semanalmente.

Segundo a Check Point, o setor de Educação/Pesquisa tornou-se mais atacado em todo o mundo, absorvendo uma média de mais de 2.300 ataques às organizações por semana, um aumento de 53% em relação ao segundo trimestre de 2021.

O setor de Saúde registrou crescimento de 60% nos ataques cibernéticos em comparação com o segundo trimestre de 2021, atingindo 1.342 ataques semanais às organizações.

Veja também

Perícia usou DNA para identificar parte das vítimas da tragédia de Petrópolis
Petrópolis

Perícia usou DNA para identificar parte das vítimas da tragédia de Petrópolis

Com ampliação para crianças a partir dos 3 anos, vacinação contra Covid movimenta postos do Recife
Recife

Com ampliação para crianças a partir dos 3 anos, vacinação contra Covid movimenta postos do Recife