Com a INTZ, Mundial de LoL 2020 tem início nesta sexta-feira (25)

Taça do Invocador, troféu dado ao time campeão mundial de League of Legends - LoLeSports/Divulgação

Chegou a hora. O Mundial de LoL 2020 tem início nesta sexta-feira (25), às 5h, em Xangai, com as melhores 22 equipes do mundo buscando o topo no cenário da modalidade. Representando o Brasil, a INTZ volta ao torneio internacional após surpreender gigantes em 2016. A missão desta vez é a de fazer com que o Brasil volte a ter um bom desempenho internacionalmente.

No grupo A da Fase de Entrada, os Intrépidos não terão vida fácil pela frente, a começar pela estreia. Os brasileiros enfrentarão a equipe da MAD Lions (Europa). Junto deles, Team Liquid (Estados Unidos), Legacy (Oceania) e Papara Supermassive (Turquia) completam a chave.

A tarefa para os brasileiros é esquecer o desempenho ruim no Mid-Season Invitational de 2019, quando a INTZ caiu para MEGA, Vega Squadron e DetonatioN FocusMe, sendo eliminada na lanterna do grupo. Porém, da última vez quem esteve em Mundiais, os Intrépidos fizeram bonito. Mesmo sem avançar na Fase de Grupos, a vitória sobre a EDward Gaming (China) na estreia impressionou o mundo.

Desta vez, mesmo sem o “Exodia”, a força está no coletivo. A equipe terminou a Segunda Etapa do CBLoL 2020 com 12 vitórias e 9 derrotas, fazendo uma boa campanha nos playoffs. Na final, contra a paiN, teve desempenho dominante. 

Além do topo com Rodrigo "Tay" Panisa, a selva tem destaque com Diogo "Shini" Rogê. Já a botlane, com toda a experiência de Micael “micaO” Rodrigues e Ygor “RedBert” Freitas promete dar trabalho. No elenco, outro ponto positivo: todos os jogadores já representaram o Brasil internacionalmente. 

Completando o elenco, uma presença pernambucana: o mid-laner Bruno “Envy” Farias é um dos destaques, tendo sido uma peça importante na final do CBLoL contra a paiN Gaming. Tanto Envy quanto seus companheiros precisarão conhecer bem os adversários, que não será fáceis. Confira abaixo um pouco sobre cada adversário da INTZ na primeira fase. 

MAD Lions (LEC)

A MAD surpreendeu neste ano e fará sua primeira aparição com esta tag (ex-Splyce) em Mundiais nesta edição. No entanto, engana-se quem acha que o time entrará apenas pela participação.

A equipe terminou na segunda posição na Fase de Pontos na LEC, ficando atrás somente da Rogue e à frente de times tradicionais como Fnatic e G2, tendo 12 vitórias e 6 derrotas. Nos playoffs, no entanto, a MAD acabou caindo para a G2 na MD5, perdendo por 3x1.

Como grande destaque está o seu mid laner, Marek “Humanoid” Brázda, que possui uma LeBlanc e Azir poderosos. 

Team Liquid (LCS)

Também do lado da INTZ no grupo está a tradicional Team Liquid. Dominante no cenário americano em 2019, a equipe não teve o mesmo sucesso no início de 2020. No segundo split, porém, a recuperação veio com a melhor campanha da Fase de Pontos e a classificação para o Mundial.

No entanto, nos playoffs, as derrotas para FlyQuest e TSM tiraram a equipe da rota de títulos em 2020. A chance, agora, é no Mundial. E entre as razões para acreditar estão nomes experientes como o campeão mundial com a Samsung, Jo “CoreJJ” Yong-In (suporte) e o caçador Mads “Broxah” Brock-Pedersen, finalista com a Fnatic. 

Papara SuperMassive (TCL)

Velhos conhecidos dos brasileiros, os turcos voltam a estar frente à frente com o campeão do CBLoL. Desta vez será a Papara SuperMassive, que é comandada por um dos atiradores de destaque não somente da Turquia, mas também do Mundial. Berkay “Zeitnot” Aşıkuzun é um dos destaques, inclusive tendo um pentakill no Mundial de 2018.

Na última vez em que a Supermassive enfrentou um time do Brasil, deu empate: uma vitória para os turcos e outra para a Team One. No entanto, foi o time da Turquia que avançou de fase no MSI 2018. Uma verdadeira pedra no sapato brasileiro.

Legacy Esports (OPL)

Representando a Oceania está a Legacy Esports. Sem a presença de Dire Wolves ou Chiefs no cenário internacional, caberá à organização elevar o nível da OPL no Mundial. Dominante em 2020, a Legacy venceu o primeiro e segundo splits e garantiu a vaga em seu primeiro torneio internacional de grande porte.

Entre os destaques do time está o suporte Jonah “Isles” Rosario, que foi eleito o melhor jogador novato da segunda etapa da OPL 2020. 

Onde assistir

Todas as partidas serão disputadas em formato Md1 (melhor de um) no período de classificação da Fase de Entrada, com dois grupos de cinco times cada. Os jogos terão transmissão dos canais oficiais da Riot Games no YouTube, Twitch ou através do hub no LoLeSports.com.

O Mundial

A décima edição do Mundial de LoL não será como esperado. Por conta da pandemia do novo coronavírus, as múltiplas cidades sedes não poderão receber jogos. A solução foi uma sede única: Xangai, que seria palco da final anteriormente.

Por conta das restrições causadas pela pandemia, as equipes do Vietnã não foram liberadas para participar, deixando o número de times participantes em 22. Dez deles irão participar na Fase de Entrada buscando quatro vagas. Outras 12 equipes estarão esperando na Fase de Grupos, realizada já no formato já conhecido. 

A grande decisão será realizada no dia 31 de outubro. 

Confira os horários dos jogos da INTZ no Mundial:

25/09 (5h) - INTZ x MAD Lions
25/09 (7h) - INTZ x Legacy Esports
26/09 (6h) - INTZ x Papara SuperMassive
28/09 (7h) - INTZ x Team Liquid