Empregos para jovens: Google firma parceria com o Senai para auxiliar na procura

Projeto prevê o uso de inteligência artificial para otimizar o processo de procura por emprego

Empregabilidade será fomentada com uso de plataforma com IA integrada - Pexels/Reprodução

SÃO PAULO*- Uma parceria firmada entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Google Cloud deverá ajudar jovens brasileiros a conseguirem oportunidades de emprego com maior facilidade.

Anunciado durante o Google for Brasil, evento que reúne as principais novidades para a empresa no país, o convênio terá duração de cinco anos e será viabilizado por meio da Central de Carreiras e Empregabilidade.

 Análise do currículo
Para otimizar o processo de busca por oportunidades formais, a plataforma deverá utilizar inteligência artificial do Google Cloud para mapear os pontos fortes e fracos do currículo de cada candidato.

Além disso, a plataforma também conseguirá oferecer formação personalizada e realizará a conexão do aluno com vagas de trabalho que atendam às suas habilidades e aspirações de carreira.

"A nuvem é a tecnologia capaz de oferecer uma enorme capacidade computacional para habilitar os modelos de IA. Estamos auxiliando organizações de todos os tamanhos e setores a impulsionar a próxima era da inovação e transformar as promessas da IA em realidade", afirmou Ricardo Fernandes, Head do Google Cloud no Brasil.

Disponibilidade nacional
A Central, que ainda está em desenvolvimento, terá seu uso aberto para todos os brasileiros ou estrangeiros com mais de 14 anos que residam no país, aumentando de forma significativa o potencial de impacto na economia. Para menores de idade, a participação será restrita para jovens dos programas de Aprendizagem.

Segundo o diretor-geral do SENAI, Gustavo Leal, o objetivo da iniciativa é realizar um maior preparo do jovem para o mercado de trabalho. Além disso, a ferramenta será responsável por garantir a conexão adequada e mais prática entre os profissionais qualificados e as vagas disponíveis, reduzindo assim o tempo gasto com a busca realizada tanto por empregadores quanto por futuros funcionários.

 “A Central de Carreiras e Empregabilidade vai possibilitar aos estudantes de todo o país identificarem gaps de competências para a carreira que desejam seguir e para as quais há oportunidades de trabalho”, afirmou o diretor-geral do SENAI, Gustavo Leal.

 Uso na prática
Para atingir o seu objetivo, a plataforma irá permitir que o candidato realize o upload do currículo e forneça informações de seu perfil utilizando fontes externas como o LinkedIn.

Visando maior praticidade, o candidato também poderá gravar e enviar áudios descrevendo suas capacidades. Em seguida, todo o material será inserido em uma base de dados e avaliado pela inteligência artificial.

Durante a análise, a IA irá destrinchar as informações para entender a capacidade atual desse candidato quanto à leitura, interpretação de texto, lógica, entre outras habilidades específicas da indústria.

Caso identifique alguma lacuna, a ferramenta realizará a sugestão de cursos e conteúdos on-line do próprio SENAI que poderão auxiliar o estudante a obter as vagas de emprego disponíveis e que se encaixam no seu perfil.

Já para os gestores da instituição, a plataforma fornecerá dados como a quantidade de candidatos que aplicaram para vagas de emprego, cursos realizados, lacunas de competências e ocupações mais procuradas na indústria. Dessa forma, eles poderão avaliar de melhor forma o cenário atual do ensino e seu alinhamento com a indústria.

* A repórter viajou a convite do Google Brasil

Veja também

Skate no Recife: último dia da programação voltada para esporte reúne público e astros na Cidade
'Skate no .BB'

Skate no Recife: último dia da programação voltada para esporte reúne público e astros na Cidade

Fuzil usado contra Trump, AR-15 foi a arma mais utilizada em chacinas nos EUA na última década
ataque

Fuzil usado contra Trump, AR-15 foi a arma mais utilizada em chacinas nos EUA na última década

Newsletter