Faltam profissionais de TI no Brasil

Profissional de Tecnologia da Informação é bastante requisitado no mercado de trabalho - Pexels

O profissional de Tecnologia da Informação (TI) é cada vez mais requisitado no mercado de trabalho brasileiro. De acordo com informações da Brasscom, Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais, o Brasil forma 46 mil pessoas com perfil tecnológico por ano, porém, estima-se que, de 2019 até 2024, a demanda por profissionais será de 420 mil. Se não houver mudanças, haverá um déficit de 260 mil profissionais.

Locais como o Porto Digital, no Recife, por exemplo, enfrentam este problema. O parque de tecnologia irá criar mais de 3 mil vagas de emprego em 2021, mas enfrenta dificuldades na hora de ocupar estes gargalos. 

O coordenador do curso de Engenharia de Computação do Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia, prof. Angelo Zanini, reforça que a falta de profissionais de Tecnologia da Informação (TI) é antiga, mas deve piorar, pois há um mercado de desenvolvimento tecnológico amplo e em pleno crescimento. 

“O mercado de tecnologia da informação sempre esteve muito aquecido, mas, com a pandemia, houve um aumento ainda mais significativo de atividades no formato Home Office, tornando o profissional de tecnologia imprescindível para realizar toda a estrutura da computação em nuvem e fazer demais redes e sistemas funcionarem perfeitamente em qualquer lugar, além dos dados, Engenharia de Software, informática, hardwares e softwares. Cada vez mais o mercado se dá conta de quão alto é o déficit de profissionais de TI, pela falta de profissionais bem qualificados a contratar”, comenta prof. Zanini. 

Veja também

Kirchner e Lula defendem renovação da política e reconstrução da unidade latino-americana
Política

Kirchner e Lula defendem renovação da política e reconstrução da unidade latino-americana

Fachin proíbe PF de qualquer ato de investigação a partir da delação de Sérgio Cabral

Fachin proíbe PF de qualquer ato de investigação a partir da delação de Sérgio Cabral