Geladeiras inteligentes valem mesmo a pena?

Geladeiras smart tentam conquistar consumidores pela economia de energia e recursos que integram o cotidiano 'por um clique' - Samsung/Divulgação

Geladeiras são objetos indispensáveis para uma casa. Afinal, é através delas que conseguimos conservar nossos alimentos e também nossos pensamentos (quem nunca abriu a geladeira para pensar, que atire a primeira pedra). Mas, para além do uso tradicional, as versões smart do eletrodoméstico têm tentando oferecer uma verdadeira experiência que abarque benefícios que vão desde economia de energia até funções para monitorar os alimentos. 

Conversamos representantes da LG e da Samsung, empresas que se destacam no mercado brasileiro de geladeiras inteligentes, para tirar nossas dúvidas sobre o produto. 

Leia também

Microsoft anuncia frigobar inspirado no meme do Xbox Series X
Recife vai usar drones e ferramenta digital no enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti
Turismo de Saúde: hotéis em SP se adequam à necessidade do momento
Microsoft anuncia fim do suporte para Windows 10

Afinal, o que faz uma geladeira ser considerada inteligente? 
Para a Gerente de Produtos de linha branca da Samsung Brasil, Cristina Tong, um refrigerador é considerado smart quando apresenta recursos de conectividade e Inteligência Artificial."Passa por conexão por Wi-Fi ou Internet das Coisas para proporcionar interação com outros dispositivos, como smartphones, tablets e até TVs, para que receba informações e comandos externos”, explica.

Ela conta que quando a sul-coreana começou a disponibilizar suas geladeiras conectadas, pensou também no parque já instalado, com direito a um adaptador Wi-Fi, que permite conectar geladeiras que inicialmente não eram smart. 

Mas, a conexão com a internet é apenas a porta de entrada para a experiência com o objeto. De acordo com  Marcel Souza, Gerente Executivo de linha branca da LG, entre as funções que as geladeiras inteligentes oferecem com a conectividade estão alteração de temperatura, modos de consumo como férias, compras, turbo, informações sobre a troca do filtro de água, notificações caso você deixe a porta aberta, entre outros. 

Family hub samsungGeladeiras inteligentes podem ser controladas por aplicativos. Foto: Samsung/Divulgação

Controladas por aplicativos 
O monitoramento dos refrigeradores smart, assim como outros objetos inteligentes que começam a tomar conta das casas de alguns brasileiros, é feito na palma da mão do usuário. Ambas as companhias desenvolveram aplicativos dedicados a suas linhas inteligentes, que também controlam os produtos de linha branca. É o caso do app ThinQ da LG, disponível tanto Android quanto iOS, como o aplicativo SmartThings, da Samsung. 

No caso da Samsung o leque de controle é ainda maior. A Family Hub, principal geladeira conectada do portfólio da empresa, pode ser controlada por smartphones, tablets e até mesmo por TVs da companhia que possuam a função SmartThings. 

Benefícios
Lembra que, lá no começo, eu falei sobre abrir a geladeira para pensar? A não ser que este seja um dos seus hábitos favoritos, Tong já adianta que ele deve ficar no passado. “A Family Hub  já disponibiliza olhar o interior da geladeira pelo celular ou pela tela do painel para gerenciar os itens e criar listas de compra, além de atuar como o principal aparelho conectado da casa, possibilitando espelhar o conteúdo da TV e do celular”, conta.

Ainda falando da Samsung, toda a utilização do objeto é focada em experiência de uso. “O usuário pode ter acesso a receitas com os ingredientes que estão na geladeira, controlar validade de alimentos, consultar os itens disponíveis à distância, ideal enquanto faz compras, e ativar recursos de refrigeração rápida remotamente”, descreve a gerente.

Na última edição da CES 2021, a sul-coreana anunciou a função SmartThings Cooking, que possibilitará compras online direto da plataforma a partir do controle de alimentos disponíveis na geladeira do usuário. Infelizmente, o recurso ainda não tem previsão para a chegar ao Brasil.

Já para a LG, o diferencial está no bolso do consumidor. Os refrigeradores smart da companhia prometem uma alta economia de energia, o adeus ao “barulho de geladeira” e controle de temperatura para garantir a longevidade dos alimentos armazenados. Uma economia que promete ser sentida no final do mês, na hora de fechar as contas. 

geladeira smart LGLG tem modelos a partir de R$ 8.589. Foto: LG/Divulgação

Preço 
Infelizmente, adquirir um produto smart, principalmente no caso dos refrigeradores, está um pouco longe da realidade de muitos brasileiros. Afinal, a novidade ainda exige um investimento do consumidor, chegando a custar até 12x a mais o valor de uma geladeira comum. Porém, é notório como 

Com um portfólio mais robusto, a também sul-coreana LG comercializa produtos a partir de R$ 8.589 (Geladeira Smart LG LG Bottom Freezer Inverter 451 litros), até R$ 24.049 (Geladeira Smart LG French Door Inverter 525 litros). A Samsung conta com quatro principais modelos Family Hub, a partir de R$ 25.999, e outros três (RF22R, RF23R Food Showcase e RF23R), que variam de R$ 15.999 até R$ 19.999. Todos comercializados em território nacional. 

Veja também

Tour gastronômico em Recife: do 'caranga' à comida japonesa!
Folha Turismo

Tour gastronômico em Recife: do 'caranga' à comida japonesa!

Brasil ultrapassa marca de 60% da população adulta vacinada com a primeira dose contra a Covid-19
Coronavírus

Brasil ultrapassa marca de 60% da população adulta vacinada com a 1ª dose