Gratuidade do Google Fotos termina em 1º de junho. Saiba o que pode acontecer

Serviço vai dividir espaço com outros serviços do Google - Apple/Reprodução

O armazenamento ilimitado e gratuito do Google Fotos está chegando ao fim. A partir do dia 1º de junho, usuários terão um limite de upload de apenas 15 GB para dividir entre os serviços de Fotos, Drive, Gmail, entre outras ferramentas do Workspace.

Após a data limite, quem quiser continuar usando uma quantidade maior de armazenamento terá que assinar algum dos planos do Google One, que estão disponíveis na plataforma. 

Os pacotes variam entre 100 GB por R$ 6,99 ao mês e podem ir até 30 TB, custando R$ 1.049,99 mensais. Tudo vai variar de acordo com a necessidade do usuário.

Segundo a gigante, os arquivos de alta qualidade carregados antes de 1º de junho não contarão para o limite, o que significa que as fotos que já estiverem salvas poderão continuar na nuvem. 

Apesar da notícia, o próprio Google diz ser muito difícil que usuários comuns atinjam o limite de 15 GB.

A própria empresa vai disponibilizar uma estimativa personalizada de quanto tempo seu armazenamento pode durar, considerando a frequência com que são feitos backups de fotos, vídeos e outros conteúdos na conta.

Quando o armazenamento se aproximar de 15 GB, o Google garante que vai notificar o usuário no aplicativo e fazer o acompanhamento por e-mail. Se a estimativa não aparecer, é sinal de que ainda falta muito para o limite ser atingido.

Leia também

Pandemia abate mercado editorial, mas livrarias virtuais crescem 84%
Vídeos do Reels ganham métricas mais detalhadas
Polícia impõe sigilo de cinco anos a informações sobre operação no Jacarezinho

 

Veja também

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota
Futebol

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson
Futebol

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson