iFood reduz taxas de mais de 200 mil restaurantes no Brasil para apoiar parceiros na pandemia

iFood - iFood/Divulgação

Buscando mitigar os efeitos do agravamento da pandemia do novo coronavírus nos estabelecimentos do Brasil, o iFood anunciou nesta sexta-feira (5) medidas de apoio aos restaurantes. Foram anunciadas menores taxas, manutenção de fluxo de caixa e ampliação do acesso a crédito. 

Mais de 200 mil restaurantes que atuam na plataforma terão suas taxas temporariamente reduzidas de 23% para 18% para quem opera via entrega iFood (com logística da plataforma) e de 12% para 11% para os restaurantes que atuam no marketplace, ou seja, com entrega própria. As reduções serão automáticas, terão início no próximo dia 11 de março e se estendem até o fim do mês.

Para que os parceiros mantenham seu caixa equilibrado neste momento, o iFood continuará antecipando pagamentos (em até 7 dias após a venda) sem custo financeiro para os restaurantes pelos próximos 3 meses, o que representa um potencial de antecipação de R$ 4 bilhões de recebíveis no mercado. 

Além disso, a empresa também investiu na carta de crédito. Por meio do Banco de Restaurantes iFood mais de R$ 125 milhões foram emprestados para seus parceiros nos últimos 8 meses. 

A empresa segue em tratativas para viabilizar mais recursos, atingindo R$ 500 milhões em linhas de crédito ao longo do ano com taxas e condições especiais.   

"Temos a consciência que o momento é de união de forças e mobilização para vencermos essa batalha contra a Covid-19. O papel do iFood sempre será estar ao lado dos nossos parceiros. Já destinamos mais de R$ 200 milhões em ações para restaurantes da nossa plataforma e daremos continuidade às medidas para manter o ecossistema funcionando, gerando renda e emprego para milhares de pessoas que dependem dessa atividade. Vamos colaborar para termos restaurantes prestando um serviço essencial neste momento para que a população se mantenha segura em casa", conclui Diego Barreto, vice-presidente de Estratégia e Finanças do iFood.

Veja também

Telefonema provoca bate-boca e amplia desgaste de Bolsonaro em Poderes
Política

Telefonema provoca bate-boca e amplia desgaste de Bolsonaro em Poderes

Brasil recua no ranking global dos países com maior PIB per capita em 2020
Economia

Brasil recua no ranking global dos países com maior PIB per capita em 2020