iPhone 12 é o smartphone mais vendido do mundo no 1º trimestre

Versão mais simples do aparelho custa R$ 7.999 no site da Apple, mas pode ser encontrada a partir de R$ 5.997 - Apple/Divulgação

O iPhone 12 garantiu o primeiro lugar entre os telefones mais vendidos no mundo. O levantamento foi feito pela  Counterpoint Research com os modelos comercializados no primeiro trimestre.

A versão tradicional do aparelho acumulou 5% das vendas, seguido pelo iPhone 12 Pro Max (4%) e o Pro (3%). A Maçã ainda arrematou o quarto lugar com iPhone 11 (2%), lançado em 2019.

Além dos aparelhos da Apple, a lista contou com a Xiaomi em 5º, 6º e 8º lugar, trazendo o Redmi 9A (2%), Redmi 9 e o Redmi Note 9, respectivamente.

Ainda falando de volume de vendas, os “baratinhos” da Samsung, modelos Galaxy A12, A21S e A31 - que custam entre R$ 1.300 e R$ 1.500 -, também figuraram entre os mais procurados. 

Smartphones mais vendidos primeiro trimestre 2021

Popularidade e preço
Segundo a empresa de consultoria responsável pelo ranking, o sucesso da linha iPhone 12 deve-se à busca por smartphones com compatibilidade 5G.

Além disso, a volta do comércio presencial em locais como os Estados Unidos e alguns países da Europa, que já estão com a vacinação contra a Covid-19 avançada, também ajudou a impulsionar as vendas.

No Brasil, o modelo mais barato do iPhone 12 custa R$ 7.999, a versão com 64 GB de armazenamento, na loja oficial da Maçã, embora possa ser encontrado a partir de R$ 5.997, com 128 GB, em e-commerces parceiros. 

Leia também

Smartwatches: saiba o que esperar da parceria entre Samsung e Google
Quase 500 pessoas esperam por leito de Covid-19 em Pernambuco
Sasha Meneghel e João Figueiredo se casam em Angra dos Reis

 

Veja também

Receita abre consulta ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda 2021
IRPF

Receita abre consulta ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda 2021

Se Congresso aprovar voto impresso, Guedes vai ter que arranjar verba para implantar, diz Bolsonaro
Brasil

Se Congresso aprovar voto impresso, Guedes vai ter que arranjar verba para implantar, diz Bolsonaro