Nvidia anuncia novidades e revela investimento pesado em Inteligência Artificial generativa

CEO da Nvidia, Jensen Huang falou sobre avanços em indústrias médicas, automotivas e de tecnologia

CEO da Nvidia, Jensen Huang - Reprodução/Nvidia

A Nvidia dará um novo passo em direção ao futuro da tecnologia. A empresa anunciou diversas parecerias e um investimento massivo em Inteligência Artificial generativa, para permitir que computadores e programas de marcas parceiras entreguem celeridade na hora de rodar aplicações como ChatGPT, mas que mexem não apenas com a criação de texto, como também na transformação de vídeo em texto e de programas voltados para saúde.

A empresa acredita que estamos entrando na era da IA e do Metaverso - mesmo que a palavra apareça timidamente em seus anúncios. 

Em uma apresentação em vídeo, o fundador e CEO da Nvidia, Jensen Huang, anunciou, nesta terça-feira (21), um amplo conjunto de parcerias com Google, Microsoft, Oracle e vários líderes de empresas que trazem novos recursos de IA, simulação e colaboração para a indústria. 

“O motor de dobra é a computação acelerada e a fonte de energia é a IA”, disse Huang em sua palestra na conferência GTC, evento da empresa para falar sobre as novidades e inovações da companhia. 

Huang afirmou que a companhia está oferecendo desde treinamento até implantação de IA de ponta para serviços. Ele anunciou novos semicondutores e bibliotecas de software para permitir novas descobertas para funcionar em escala global. Segundo o CEO, em 2016, a empresa entregou à OpenAI o primeiro supercomputador NVIDIA DGX AI - o mecanismo por trás do modelo de linguagem que alimenta o ChatGPT. 

Para suportar a implantação de LLMs (Large Language Models), que devem se tornar mais populares em diversos tipos de softwares nos próximos meses, Huang anunciou uma nova GPU batizada de H100 NVL com NVLink dual-GPU. Ela é considerada a maior GPU do mercado com quase 200 GB de memória, sendo até 10x mais rápida que o modelo HGX A100 para GPT-3:

“O H100 pode reduzir os custos de processamento de grandes modelos de linguagem em uma ordem de grandeza”, disse Huang, ressaltando que ela é feita para “Os clientes querem construir bancos de dados de IA várias ordens de magnitude maiores”.

Nvidia quer ajudar parceiros a evoluir na criação de soluções que envolvem Inteligência ArtificialNvidia quer ajudar parceiros a evoluir na criação de soluções que envolvem Inteligência Artificial. Foto: Nvidia/Reprodução

Com o intuito de ajudar as empresas a implantarem modelos de IA generativos emergentes mais rapidamente, Huang também anunciou plataformas de inferência para vídeo de IA, geração de imagens, implantação de LLM e dedução de recomendação. Eles combinam software de inferência da Nvidia com os mais recentes processadores da marca Ada, Hopper e Grace Hopper — incluindo a GPU NVIDIA L4 Tensor Core e H100.

Por fim, foram mostrados os avanços em IA em empresas como Microsoft, Google e Amazon, além de avanços na indústria automobilística e de semicondutores. Para isso, Huang mostrou um segundo serviço de nuvem, feito para acelerar recursos de simulação e colaboração entre as empresas.

Feito em parceria com a Microsoft, o Omniverse Cloud surge como um serviço de nuvem totalmente gerenciado, para as indústrias do mundo.

Veja também

Programação de Navio da Xuxa sofre mudança após internação de Ivete Sangalo; entenda
celebridades

Programação de Navio da Xuxa sofre mudança após internação de Ivete Sangalo; entenda

EUA impõe sanções a três funcionários russos pela morte de Navalny
SANÇÕES

EUA impõe sanções a três funcionários russos pela morte de Navalny