Produtos smart ganham destaque no varejo

Marca de produtos inteligentes da Ferreira Costa aposta em produtos acessíveis - Ferreira Costa/Divulgação

Controlar seus eletrodomésticos e eletroeletrônicos de forma remota é uma realidade que já pode ser inserida no dia a dia de uma parcela robusta de brasileiros. O conceito de Casa Conectada, inclusive, não é novo. O movimento tem ganhado força nas nossas terras tupiniquins desde 2019, quando gigantes como Amazon e Google começaram a lançar seus produtos smart no país. 

De lá para cá, além da popularização das assistentes virtuais, presentes - inclusive - nos smartphones e produtos que permitem a conexão com o celular, passaram encontrar um espaço cada vez mais presente no varejo. A promessa da chegada do 5G no Brasil deve ser mais um acelerador desse processo, já que a rede tem foco na Internet das Coisas (IoT).

Leia também

Saiba o que muda com a chegada da tecnologia 5G ao Brasil
Twitter Fleets vai começar a receber anúncios
Samsung lança linha de TVs e Soundbars para 2021; confira os produtos

No varejo

Para atrair a parcela da população interessada na automatização de seus objetos domésticos a Ferreira Costa, um dos maiores home centers do Nordeste, lançou na última semana, a marca Lis Smart Home. A ideia é comercializar produtos smart, por um preço mais acessível, mas vai além ao fornecer também um aplicativo de controle desses produtos inteligentes.

“Lançamos a marca Lis para trabalhar a linha de produtos smart, porque a gente entende que é um mercado que vem, cada vez mais, crescendo Queremos trazer mais inovação e tecnologia para os nossos clientes", explica Amanda Xavier, responsável pelas compras de produtos inteligentes da rede.

De acordo com a Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial (Aureside), o uso de dispositivos para casas inteligentes deverá crescer uma média de 20% até 2023. As possibilidades vão de geladeiras que conseguem economizar energia sozinhas, conforme a quantidade de produtos em seu interior, até mesmo lâmpadas que mudam de cor por comando de voz. A intenção da Ferreira Costa é que tanto as lojas físicas, quanto o site, tenham um espaço dedicado para produtos que agreguem a tecnologia. 

Aplicativo

aplicativo, ferreira costa, smartAplicativo é o diferencial do lançamento, porque permite gerenciar produtos comprados na rede. Foto: Ferreira Costa/Divulgação

Apesar da novidade, não é a venda dos produtos sinalizados com a nova marca que chama atenção, mas sim o aplicativo. O app de gerenciamento da compra é algo que ainda não vemos ser oferecido por varejistas concorrentes e pode ser um diferencial, principalmente, para quem não está tão familiarizado com as soluções das gigantes Amazon e Google.

O aplicativo, que é compatível com Android e iOS, funciona tal qual o Google Home, por exemplo. Ele permite ao usuário configurar e acompanhar o uso das tomadas inteligentes, lâmpadas e aparelhos ligados ao controle universal - gadget que transforma eletroeletrônicos que funcionam com controle remoto infravermelho, em aparelhos smart. É importante ressalta que, caso você já use um software de gerenciamento dos seus objetos inteligentes, não há necessidade de trocar de sistema.

“O cliente pode conectar com o próprio celular e gerenciar os produtos mesmo estando fora de casa, inclusive por voz”, explica Amanda. Ela também garante que, mesmo que o app da Ferreira Costa indique uma quantidade maior de opções de controle, os produtos comercializados com o selo Lis podem ser ativados via assistentes virtuais populares, como Alexa, Google Assistente e Siri. 

O catálogo dos produtos ainda é modesto, mas pode ser conferido no site da companhia e variam de R$ 59,90 a lâmpada inteligente, até R$ 249, um conjunto de fita LED RGB. 

Veja também

Em dia de Moro suspeito no STF, Lula lembra dos dias na prisão: 'provação de fé'
Política

Em dia de Moro suspeito no STF, Lula lembra dos dias na prisão: 'provação de fé'

Com gol aos 55, Brasil bate Colômbia e dá a Tite maior sequência de vitórias
Copa América

Com gol aos 55, Seleção Brasileira bate Colômbia