Smartwatches: saiba o que esperar da parceria entre Samsung e Google

Novidade deve chegar apenas nos próximos lançamentos da Samsung - Samsung/Divulgação

Durante o primeiro dia do Google I/O, que aconteceu na última terça-feira (18), a gigante da Internet revelou o início de uma parceria com a Samsung para balançar o mercado de relógios inteligentes. As empresas vão unificar sistemas Wear OS e Tizen para criar um ecossistema integrado e ágil com o melhor de cada sistema operacional. 

Leia também

Receita libera consulta a restituição do Imposto de Renda na segunda (24)
Google garante que Android 12 será o 'sistema operacional mais pessoal de todos'
Usuários do Apple Watch podem baixar músicas do Spotify para ouvir offline

 

De acordo com o Google, os aplicativos criados com o software unificado (que vai levar o nome do Wear OS) serão 30% mais rápidos do que os atuais. Além disso, a interface do usuário responderá a movimentos mais suaves. Uma otimização do sistema operacional aproveitará os núcleos de hardware de baixo consumo de energia para permitir uma bateria ainda mais duradoura, inclusive, quando apps de monitoramento de sono ou cardíaco estiverem funcionando no dispositivo.

Dupla pode equilibrar pontos fortes


Com a parceria, o Google volta mais forte ao cenário dos vestíveis graças aos dispositivos que serão comercializados pela sul-coreana, do outro lado, a Samsung ganha uma maior possibilidade de aplicativos compatíveis com sua linha de relógios inteligentes. No fim, o usuário do produto é quem sairá ganhando.

Durante a transmissão,  Google revelou que o novo sistema trará atualizações para todos os seus serviços. Aplicativos como Google Maps e o Google Assistente estão sendo redesenhados e aprimorados, além do Google Pay, que adicionará suporte para 26 novos países, além dos 11 países atualmente disponíveis. Outro que deve chegar em breve é o YouTube Music equipado com recursos como download, parecido com o que o Spotify lançou para a Apple nesta sexta. 

Além da Samsung, aparelhos da Fitbit também devem receber o novo Wear OS e o CEO da companhia, James Park, sugeriu que uma nova linha de smartwatches premium baseados no sistema recém-anunciado deve chegar em breve.

Linha Galaxy Watch não será atualizada
Mesmo que a novidade tenha empolgado usuários dos relógios inteligentes da Samsung, a empresa já revelou que os modelos atuais do Galaxy Watch não receberão a atualização. Apenas os próximos modelos lançados pela sul-coreana devem vir equipados com o novo sistema operacional unificado. No entanto, usuários de aparelhos antigos poderão exportar seus dados para os novos relógios da marca.

Veja também

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota
Futebol

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson
Futebol

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson