'Diálogo que Transforma' é o tema da sétima edição do “Brazil Conference at Harvard & MIT”

Começou no domingo e segue até o próximo dia 17 a sétima edição do “Brazil Conference at Harvard & MIT”, encontro que debate sobre o ambiente político e econômico do Brasil e ocorre anualmente nos Estados Unidos. Devido à pandemia, pelo segundo ano, o evento deixa o espaço físico de Harvard e, agora, além de virtual, tem apresentação direta do Rio de Janeiro. 
 
Diálogo
Com tudo que o mundo vive, questões sociais e culturais não ficam de fora desta edição, cujo tema é 'Diálogo que Transforma'. A programação inclui de Luiza Helena Trajano, Ludimilla e Rita Von Hunty – professora drag queen sucesso no Youtube, com um canal onde aborda temas sociais – até ex-chanceleres como Celso Amorim, Celso Lafer e Aloysio Nunes Ferreira.

Conexões
Os painéis estão divididos por temas como democracia e justiça; diversidade e cultura; economia e negócios, além de políticas públicas e impacto social. Este ano, especial destaque para o painel sobre a saúde no Brasil e o papel do SUS. "A conferência busca discutir os assuntos mais importantes para o país. Tenta discutir passado, mas olhando muito o futuro. A ideia é unir posições diferentes trabalhando em comum, criando conexões entre pessoas", diz Gustavo Coutinho, copresidente da Brazil Conference at Harvard & MIT. O evento é gratuito e ocorre das 8h as 22h. 
 
Poesias do BBB
A pernambucana Jaqueline Fraga, autora de "Negra Sou: a ascensão da mulher negra no mercado de trabalho", lança seu novo livro, desta vez inspirado no elenco negro do reality show da Globo que atrai milhões de espectadores. A obra, intitulada “BIG Gatilho - um livro de poesias inspirado no BBB21”, discute temas importantes a partir dos acontecimentos da atração. 

Jaqueline Fraga lança seu segundo livro
 
Gatilhos

“Eu nunca imaginei que escreveria um livro sobre o Big Brother Brasil, ainda mais um livro de poesias! Mas o BBB21 mexeu demais com o país e comigo. Foram diferentes gatilhos acionados. Mas também reconhecimentos e bons momentos”, comenta a autora. Segundo a pernambucana, o seu novo livro fala sobre dores, amores, desamores e recomeços que surgiram ao longo do programa e traz essas reflexões para o dia a dia de cada um de nós.

Não ao machismo 
Para auxiliar o fim da cultura do machismo, assistentes virtuais de diferentes grandes empresas agora são programadas para dar respostas contundentes diante de mensagens ofensivas. Na semana passada, a assistente virtual Bia, do Bradesco, ganhou um novo cardápio de respostas para usuários que fazem perguntas de cunho sexual ou machista. Segundo o Bradesco, a Bia recebeu 95 mil mensagens ofensivas em 2020.

Não ao assédio

Antes, diante de uma pergunta ofensiva, ela dizia não ter entendido. Agora, será incisiva, afirmando, por exemplo, que certos comportamentos não são adequados nem com uma pessoa nem com uma inteligência artificial. "Esperamos uma mudança de comportamento", diz a diretora do Bradesco, Ana Luiza Herzog. Antes da Bia, a Lu, assistente virtual do Magazine Luiza, já havia sido programada, ainda em 2018, para dar respostas mais contundentes ao assédio.
 

 

Veja também

Defesa civil dos municípios da RMR registram ocorrências por conta das chuvas
Chuvas

Defesa civil dos municípios da RMR registram ocorrências por conta das chuvas

Testes de anticorpos após vacina contra Covid-19 são incapazes de garantir a eficácia do imunizante
Coronavírus

Testes de anticorpos após vacina contra Covid-19 são incapazes de garantir a eficácia do imunizante