“Calls”: experiência imersiva para assistir com fones de ouvido

Personagens são atormentados por forças desconhecidas em nova série da Apple - Reprodução/AppleTV+

Quem procura algo diferente para assistir no final de semana pode se surpreender com “Calls”, nova série de terror e ficção científica da AppleTV+ que estreou em 19 de março na plataforma. Criada por Timothée Hochet, a trama é uma adaptação da versão francesa do Canal+ e tem, na primeira temporada, nove episódios de no máximo 20 minutos de duração.

São nove histórias individuais que foca na experiência imersiva do público, principalmente se o telespectador assistir com fones de ouvido – dica da coluna. De maneira criativa e interessante, a série usa apenas áudio para contar sua narrativa, chegando perto do que já fazemos em podcasts. 

A diferença é que não há um apresentador, não é um programa. O enredo de “Calls” funciona da seguinte maneira: tem alguma coisa lá fora, algo estranho está acontecendo com as pessoas. Não sabemos o que, nem como ou onde. Seria o início de um apocalipse? Instintivamente, os personagens ligam para amigos e conhecidos relatando o que estão vendo. Nós, o público que acompanha, apenas ouvimos essas ligações.

Se em histórias tradicionais, com som e imagem, a tensão já é criada de maneira para amedrontar os fãs de terror, sem a visão como atenuante (por ela podemos ver, por exemplo, se o perigo está perto ou longe), a tensão fica mais em evidência. Por isso a sugestão de ouvir com fones de ouvido: os sons de escada rangendo, folhas quebrando e gemidos ao longe podem ser percebidos pelo público, muitas vezes até primeiro que os personagens.

Quando “Calls” nos tira a visão dos fatos, ficamos na mesma situação dos personagens. Dependemos da descrição de quem está do outro lado da chamada para entender o que está acontecendo. Manobra perfeita que atinge a intenção desejada, causar desconforto e tensão para os que ouvem. Para não dizer que ficamos às cegas, a frequência dos telefonemas assumem formas minimalistas na tela. 

Na medida em que os episódios passam, as situações ficam mais macabras e intensas. O elenco, embora dificilmente seja reconhecido pela voz, conta com Pedro Pascal (Game Of Thrones), Lily Collins (Emily em Paris), Nick Jonas (Kingdom), Jaeden Martell (Defendendo Jacob), Mark Duplass (The Morning Show), Joey King (Barraca do Beijo), entre outros.

“Calls” é uma produção original da Apple e do Canal+. Uma versão em espanhol, intitulada de “Llamadas”, está em desenvolvimento. A versão americana ainda não foi renovada para a segunda temporada até a publicação desta coluna. Confira o trailer: 

*Fernando Martins é jornalista, escritor e grande entusiasta de produções televisivas. Criador do Uma Série de Coisas, escreve semanalmente neste espaço. Acesse o Portal, Podcast e redes sociais do Uma Série de Coisas neste link

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

Veja também

Exposição homoerótica é cancelada no Pará e ecoa censura a 'Queermuseu'
Censura

Exposição homoerótica é cancelada no Pará e ecoa censura a 'Queermuseu'

Lucro líquido do BNDES tem alta de 78% e chega a R$ 9,8 bilhões no primeiro trimestre
Balanço

Lucro líquido do BNDES tem alta de 78% e chega a R$ 9,8 bilhões no primeiro trimestre