Emmy 2022: quem pode levar a estatueta de melhor do ano?

Maior prêmio da indústria televisa internacional divulga seus vencedores em setembro

Jean Smart, vencedora do Emmy em 2021, disputa na mesma categoria do ano passado pelo seu trabalho em "Hacks" - Reprodução

Quem curte séries e premiações deve ter visto que, nesta semana, a lista de indicados à 74ª edição do Emmy Awards foi divulgada pela Academia Televisiva. A premiação internacional que celebra as melhores séries e programas exibidos no último ano divulgará seus vencedores no dia 12 de setembro

Este ano, a HBO vem liderando o número de indicações. “Succession” recebeu 25 nomeações, sendo a série de drama que mais somou nas categorias. Atrás vem “The White Lotus”, da HBO Max, e “Ted Lasso”, da AppleTV+, cada uma com 20 indicações. Fechando o Top 5, a comédia com Selena Gomez, “Only Murders in the Building”, recebeu 17 indicações e em quinto lugar vem “Euphoria”, com 16. Dessas, apenas a primeira não é da HBO Max, mas está disponível na Star+. 

Se você está comparando plataformas, vamos aos números: somando as produções da HBO e HBO Max, o total foram 130 indicações contra 129 da Netflix. Falando da pioneira, a série sul-coreana “Round 6” foi a primeira produção de língua não inglesa a ser indicada na principal categoria, a de Melhor Série de Drama

Onde assistir aos indicados?

Com tantas histórias sendo contadas de uma vez e em tantos streamings, fica difícil achar aquela série específica. Por isso, no Instagram da coluna (@umaseriedecoisas), tem uma lista de onde assistir todas as produções indicadas ao Emmy deste ano.   

Prováveis vencedores

Quando pensamos em quem podem levar uma estatueta para casa, é comum usar a lógica dos que venceram nos anos anteriores. A atriz Julia Garner, por exemplo, já ganhou duas vezes como Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Drama com sua personagem Ruth, de “Ozark”, e entregou um ótimo trabalho na temporada final da trama. Ela também concorre em Melhor Atriz em Minissérie, por “Inventing Anna”

No encalço de Garner, vale salientar Sydney Sweeney, que também tem indicação dupla com suas atuações impecáveis em “Euphoria” e “The White Lotus”. Outros “winners” também marcam presença este ano e tem grandes chances de repetir o feito, como Zendaya, protagonista de “Euphoria”, Jason Sudeikis, por “Ted Lasso”, Bill Hader, por “Barry”, Sandra Oh e Jodie Comer, por “Killing Eve”, a lista é grande e de peso.

Nas séries, tudo aponta para “Succession” (HBO), no drama e “Ted Lasso” (AppleTV+) na comédia. Porém, alguns nomes merecem destaque. Na categoria de Melhor Série de Drama, mesmo que as estatísticas apontem para a série da HBO, “Ruptura” (AppleTV+) vem sendo muito elogiada e poderia ter o reconhecimento da vitória. “Stranger Things” (Netflix) também entregou em seu quarto ano episódios cinematográficos e bem desenvolvidos

Na comédia, excluindo a grande possibilidade de “Ted Lasso” levar, temos “Barry”, “Hacks” e “The Marvelous Mrs. Maisel”, todas com grandes chances e já tendo levado alguns prêmios no passado. Menção para a queridinha do momento, "Only Murders in the Building" (Hulu e Star+), série de comédia que, mesmo devagar, vem colecionando fãs. 

Esnobados

A maior “esquecida” deste ano em termos de produção é “This is Us”. Nos últimos anos, a série foi indicada nas principais categorias de drama, mas com sua última temporada não garantiu nomeação alguma. Com elenco incrível, além da boa direção e roteiro, a indicação de Sterling K. Brown (que já venceu pelo seu trabalho na série anteriormente) interpretando Randall Pearson na vida adulta, e Mandy Moore, intérprete da mãe Rebecca, parecia ser lógica. Uma pena.

Ao menos uma boa notícia: aqui no Brasil, a série exibe sua primeira temporada em TV aberta, na Rede Globo, em novembro. 

Outro desconforto foi a não indicação de Selena Gomez para melhor atriz de comédia por "Only Murders in the Building" (Hulu e Star+), sendo que os dois atores que completam o trio de protagonistas, Steve Martin e Martin Short, receberam suas nomeações. Em entrevista ao Deadline, o showrunner John Hoffman comentou o ocorrido: “Nomeações são complicadas e você nunca sabe quem vai ser incluído. Pode parecer injusto, como em um dia como hoje, em que somos celebrados, mas estou muito orgulhoso dela”, disse.

Vale lembrar que, por causa das nomeações técnicas, Selena ainda poderia ganhar um prêmio pela série, já que também é produtora executiva. "Only Murders in the Building" está renovada para a terceira temporada, as duas anteriores podem ser vista na Star+.

*Fernando Martins é jornalista, escritor e grande entusiasta de produções televisivas. Criador do Uma Série de Coisas, escreve semanalmente neste espaço. Instagram: @umaseriedecoisas.

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

Veja também

Perícia usou DNA para identificar parte das vítimas da tragédia de Petrópolis
Petrópolis

Perícia usou DNA para identificar parte das vítimas da tragédia de Petrópolis

Vacinação de crianças com 3 anos movimenta postos de imunização no Recife deste domingo (14)
Recife

Vacinação de crianças com 3 anos movimenta postos de imunização no Recife deste domingo (14)