Prime Video é a plataforma mais procurada na pandemia; confira o que assistir

“The Man In The High Castle” é uma adaptação distópica de Philip K. Dick

Em 2020 houve aumento na procura pelas plataformas de streaming. Com a pandemia do novo coronavírus e a necessidade de isolamento na quarentena, a busca por novas formas de entretenimento ou o uso das alternativas já existentes aconteceu de maneira natural. Os catálogos da Netflix, Globoplay, Telecine, HBO Go e Amazon Prime Video, por exemplo, oferecem conteúdo exclusivo para assinantes que apreciam documentários, filmes e séries diversas. 

Segundo uma pesquisa realizada pela NZN Intelligence, o streaming com maior número de contratação durante a pandemia foi a Amazon Prime Video. A plataforma bateu 30% de crescimento de assinantes, na frente da Netflix, com 24%, Globoplay com 7% e Telecine e HBO Go, com 4%. O resultado vem sem espanto: ao adquirir o serviço por R$ 9,90/mês o consumidor recebe, além do acesso ao catálogo de filmes e séries, frete grátis em compras no site da Amazon e promoções especiais, serviços de jogos, música e eBooks. 

E se engana quem acredita que “The Office” – sitcom de nove temporadas exibida entre 2005 e 2013 pela NBC – é a única responsável por atrair o público ao streaming. Além da série completa, o catálogo da Amazon conta com grandes produções populares, como “Dexter” (2006-2013), “Supernatural” (2005-2020), “The Vampire Diaries” (2009-2017) e “Two and a Half Men” (2003-2015), mas também conquista os telespectadores que querem novas histórias. Por isso, a coluna desta sexta (30) traz o que tem de original e exclusivo na Prime Video. Confira:

“The Man In The High Castle” e “Hunters” 

Começando pelas séries históricas, “The Man In The High Castle” é uma adaptação do livro homônimo de Philip K. Dick que ambienta sua narrativa em um mundo paralelo onde a Alemanha e o Japão vencem a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Já “Hunters” apresenta um grupo de caçadores de nazistas na década de 1970, em Nova York, marcando a primeira vez do ator Al Pacino em produção televisiva. 

As duas séries contam com fotografia e figurino bem produzidas, resgatando duas épocas distintas da história, a primeira como releitura de possibilidades, a segunda baseada em fatos.  

“Little Fires Everywhere” e “Homecoming”

Aqui, enquanto “Little Fires Everywhere” conseguiu algum reconhecimento no Emmy deste ano – apenas com indicações, mas nenhuma vitória –, “Homecoming” entra no grupo dos injustiçados. A primeira, uma minissérie que traz temáticas importantes como racismo, privilégios de classe e maternidade, embora tenha sido lançada este ano, permanecerá relevante por um bom tempo e já foi tema de coluna na Folha de Pernambuco, confira aqui

“Homecoming” costuma passar despercebida, mas possui uma técnica cinematográfica digna do tempo do público. Com duas temporadas estreladas por atrizes diferentes (Julia Roberts no primeiro ano e Janelle Monáe no segundo), a série destaca uma empresa que tenta reintegrar soldados traumatizados na sociedade, mas que esconde experimentos estranhos e mistérios de quem está no comando de tudo. É a melhor opção para quem procura thriller psicológico. 

“Fleabag” e “The Marvelous Mrs Maisel”

No gênero de comédia é preciso mencionar os dois carros-chefes da Prime Video. Tanto “Fleabag” quanto “The Marvelous Mrs Maisel” ganharam diversas estatuetas do Emmy nas principais categorias. Ambas também evidenciam protagonistas femininas e seus problemas pessoais, não excluindo seus modos de lidar com o mundo. 

Vale lembrar que “Fleabag” é uma adaptação da peça de mesmo nome, escrita, dirigida, produzida e protagonizada por Phoebe Waller-Bridge. Ela foi finalizada na segunda temporada e possui seis episódios em cada. Já “The Marvelous Mrs Maisel” tem três temporadas e foi renovada para a quarta.

“Modern Love” e “The Boys”

Frequentemente indicada por aqui, “Modern Love” é aquela série que transforma. Cada episódio conta a história de personagens que dialogam com o amor nas suas vidas, seja ele romântico, paternal ou nas amizades. O inusitado é que a produção foi adaptada do jornal impresso. É que as tramas foram tiradas da coluna homônima do The New York Times, publicadas como livro e depois para a tv – que está renovada para a segunda temporada. 

“The Boys” é uma série de super-heróis que traz uma premissa diferente do que o público geralmente vê nesse segmento. Nesta produção, eles continuam sendo idolatrados pelo público, mas escondem comportamentos corruptos, cruéis e sádicos. Há, ainda, o fato de todos serem administrados e comercializados por uma empresa chamada Vought, o que pode trazer críticas e reflexões sobre o corporativismo da vida real. A trama é adaptada dos quadrinhos de Garth Ennis e Darick Robertson e já possui duas temporadas.

Indicações de Halloween

Para o Halloween não passar despercebido, vale a indicação de quatro thrillers independentes. Eles foram produzidos em parceria entre Amazon e Blumhouse Television – produtora responsável por sucessos como “A Entidade” (2012), “Sobrenatural” (2010) e “Homem Invisível” (2020) – e lançados no mês de outubro para celebrar o Halloween. 

Os filmes estão disponíveis no catálogo da Prime Video e não possuem relação entre si, possibilitando o público de assistir na ordem desejada. São eles “Black Box”, acompanhando um rapaz que perde a memória e opta por um tratamento experimental e perigoso; “The Lie”, que narra a jornada de um casal que tenta encobrir um assassinato cometido pela filha; “Nocturne”, com destaque para a rivalidade entre duas irmãs musicistas que querem entrar na Juilliard School; e “Evil Eye”, que mostra as desconfianças de uma mãe ao perceber que o genro tem ligação com seu passado. 

Dentro do programa “Welcome to the Blumhouse”, é esperado que outros quatro filmes de thriller sejam lançados em 2021 na Prime Video: "The Manor", "Black as Night", "Madres" e "Bingo", ainda sem data de estreia. 

*Fernando começou a assistir a séries de TV e streaming em 2009 e nunca mais parou. Atualmente ele já maratonou mais de 300 produções, totalizando aproximadamente 7 mil episódios. A série mais assistida - a favorita - é 'Grey's Anatomy', à qual ele reassiste com qualquer pessoa que esteja disposta a começar uma maratona. Acesse o Portal, Podcast e redes sociais do Uma Série de Coisas neste link

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

Veja também

Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves
PIX

Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves

Debate virtual encerra pesquisa sobre fotografia, cidade e memória
Fotografia

Debate virtual encerra pesquisa sobre fotografia, cidade e memória