‘The Handmaid’s Tale’: Recapitulando a terceira temporada

Em "The Handmaid's Tale", June (Elisabeth Moss) precisa lidar com as consequências de ter salvo crianças de Gilead - Reprodução

Antes da pandemia do coronavírus, a série americana “The Handmaid’s Tale” costumava lançar novos episódios em junho/julho. Mas na medida em que a COVID-19 se instalava, as produções televisivas cancelavam gravações e adiavam estreias. O seriado, adaptado do livro “O Conto da Aia”, de Margaret Atwood, deveria ter lançado a quarta temporada em 2020, mas apenas um ano depois conseguiu esse feito. 

Agora, a Hulu finalmente anuncia que, nos Estados Unidos, a nova temporada que narra a luta de June (Elisabeth Moss) pela libertação de Gilead chega nesta quarta-feira (28) com a estreia de três episódios. No Brasil, a data continua incerta. As três temporadas anteriores podem ser assistidas na Globoplay.

Vamos relembrar os principais acontecimentos da terceira temporada? Spoilers à frente.

Abrigo no Canadá
Depois de negar uma oportunidade de fugir para tentar tirar sua filha mais velha, Hannah, de Gilead, June entrega sua bebê Nichole para Emily (Alexis Bledel), que consegue escapar passando pela fronteira para o Canadá, onde ganha asilo. Uma vez livre, ela procura Luke (O. T. Fagbenle) e Moira (Samira Wiley), deixando a criança sob o cuidado do marido e melhor amiga de June. Dias depois, Emily encontra sua esposa Sylvia (Clea DuVall) e seu filho Oliver, que havia se separado antes de ficar presa em Gilead.

Novo Comandante
Em Gilead, Fred (Joseph Fiennes) esconde o envolvimento de June no sequestro de Nichole, mas Serena (Yvonne Strahovski) incendeia a própria residência em um misto de luto e suicídio. June é punida por suas transgressões, mas ganha novo começo sendo designada como aia do Comandante Lawrence (Bradley Whitford). Seu rosto não é novo para June, já que ele foi responsável por facilitar a fuga de Nichole e Emily para o Canadá. 

Mudam-se os hábitos e os aliados
Na nova rotina, June conhece um pouco mais sobre o Comandante Lawrence e sua esposa Eleanor (Julie Dretzin), uma mulher emocionalmente desgastada, beirando a insanidade. June descobre que a Martha daquela casa faz parte de um grupo da resistência e convence as outras Marthas a deixar ela participar. A primeira missão da equipe era libertar uma das mulheres de Gilead, mas tudo dá errado, causando na morte de uma Martha, enterrada em segredo no jardim de Lawrence.   

Jogando nas regras de Gilead
O Comandante Lawrence recebe um carregamento de mulheres com o objetivo de encaminhar todas para a Colônia, lugar altamente químico aonde elas vão para trabalhar até a morte. Ele sugere que June escolha cinco delas para serem Marthas e salva-las do destino cruel. Após relutar por não querer ser cúmplice, June escolhe estrategicamente uma engenheira, uma técnica de informática, uma jornalista, uma advogada e uma ladra, convocando todas para a resistência.

Troca de favores
June convence Fred a dar um pouco mais de poder a Serena, mesmo que seja nos bastidores. Em troca, Serena entrega a localização da escola onde sua filha Hannah estuda. Por vídeo, os Waterford localizam Nichole nos braços de Luke durante um protesto. Janine (Madeline Brewer) tem dificuldade em desapegar da sua bebê entregue aos Putnam. 

Traições
Fred e Serena obrigam June a ligar para seu marido e marcar um encontro a fim de checar se a bebê Nichole está bem e saudável. Luke concorda, mas com a condição de apenas Serena encontra-lo. Tudo acontece sem maiores problemas, Serena confirma que June está fora de perigo, enquanto Luke rebate os crimes que o casal Waterford é responsável. No final do dia, tia Lydia (Ann Dowd) obriga June a participar de uma transmissão ao vivo com Fred e Serena, onde eles dizem que foram vítimas de um sequestro e solicitando ao governo canadense que devolvam o bebê. 

As aias de Washington
A família do alto Comandante, George Winslow (Christopher Meloni), apoiam Fred e Serena no retorno seguro da bebê Nichole e negociam diretamente com o governo canadense. Diante disso, o casal Waterford, tia Lydia e June viajam para Washington para dar início a uma série de orações televisionadas de apoio à devolução de Nichole. 

Lá, no entanto, a realidade é mais cruel do que imaginavam: as aias usam argolas que fecham a parte superior e inferior da boca, impedindo que elas falem. Uma mordaça vermelha é usada para cobrir a boca e esconder as argolas. 

Nova tentativa de resgate
June convence uma Martha no supermercado a deica-la visitar Hannah na escola onde ela estuda. Na companhia da esposa de Lawrence, June tenta entrar na escola, mas as duas são barradas e, a Martha, enforcada por colocar uma criança em risco. June descobre que sua parceira de compras, a aia Ofmatthew, foi quem entregou o nome da Martha para tia Lydia, causando sua morte. June tenta atacar a traidora, mas é contida pelas outras aias.

Persona non grata
Hannah e sua família adotiva se mudam para um lugar desconhecido por June. A aia que dedurou a Martha no plano de June é rejeitada por todas as outras. Com o passar dos dias ela enlouquece e tenta matar tia Lydia roubando a arma de um dos Guardiões, mas é parada por um tiro de um dos guardas. Ela tem morte cerebral, mas é mantida por aparelhos até dar a luz ao bebê que está esperando. June tem um surto emocional e tenta ferir Serena com um vidro. Ambas se cortam, mas Serena não denuncia e pede para que o médico suture a mão de June.

O passado de tia Lydia 
Conhecemos o passado de tia Lydia. Ela trabalhava como professora em uma escola para crianças e se tornou amiga de uma mãe solteira, depois que ela ajudou Lydia a se encontrar romanticamente com o diretor da escola. Quando percebe que a mãe em questão não frequentava a igreja e saía com vários homens, Lydia denuncia a moça ao serviço de proteção infantil e a criança é colocada em um lar adotivo.

Novo propósito
Durante sua estadia no hospital para acompanhar a aia em coma, June encontra algumas crianças educadas pela república de Gilead. Ela decide por em prática um plano para libertar o máximo de crianças possíveis. Tia Lydia presenteia Janine com um tapa-olho. 

Cerimônia 
Desconfiado da insolência de June diante das regras de Gilead, Fred sugere que ele, Serena e tia Lydia estejam presentes na próxima cerimônia de Lawrence e June. Acontece que Lawrence nunca forçou o ato com June, livrando ela da obrigação de engravidar. Com todos na casa esperando o veredito, Lawrence, June e Eleanor fazem a primeira cerimônia. Como vingança, June fala sobre seu plano de resgatar crianças para Lawrence, que aceita participar para que ele também possa fugir de Gilead com sua esposa.

De volta ao bordel de Jezebel
June se reúne com Lawrence e o grupo de Marthas da resistência para seguir com o plano de transportar crianças para fora de Gilead. O grupo afirma que um homem chamado Billy, que trabalha no bordel de Jezebel, podem ajuda-los. Então, June e Lawrence vão até o bordel, mas encontram o Alto Comandante George Winslow, que está em Boston para implementar o método de silenciamento das aias. 
Winslow tenta estuprar June, os dois se agridem e June mata o comandante. As Marthas que trabalham no bordel limpam tudo sem deixar rastros e cremam o corpo de Winslow.

Justiça divina
Fred e Serena Waterford viajam para se encontrar com Mark Tuello (Sam Jaeger), ele já havia conhecido Serena em outras oportunidades e tentou oferecer asilo em troca de informações, ela negou todas as vezes, mas ficou pensativa sobre o assunto. O objetivo do casal com o encontro é que Tuello facilite e acelere o retorno da bebê Nichole. Acontece que tudo era uma armadilha. Ao passar acidentalmente pela fronteira do Canadá, o exército canadense prende Fred por crimes de guerra e levam Serena sob custódia. 

Dilemas
Durante o confinamento, Fred descobre através de Serena que ela facilitou a captura dele para poder passar mais tempo com a bebê Nichole. Ela tem direito a visitas supervisionadas por Moira e uma assistente social. Luke, marido de June, visita Fred e chega a dar um soco nele. As Marthas confirmam à June que Billy – o trabalhador do bordel – conseguiu um avião que sairá em alguns dias com destino ao Canadá. 

A esposa do comandante Lawrence, numa crise emocional, quase entrega o plano de fuga para outras esposas, mas é repreendida por June. Eleanor percebe que é um risco para Lawrence e para o plano, cometendo suicídio em seu quarto. June chega e poderia tê-la salvado, mas opta por não fazer nada.  

A fuga
Chega o dia da fuga. Marthas de todas as residências de Gilead começam a trazer crianças para a casa de Lawrence. Uma delas, após entregar a criança e voltar, é pega na rua, o que faz com que Gilead aumente o número de patrulhas na região. Janine avisa que os Guardiões estão começando a checar todas as casas. Algumas aias e Marthas decidem levar as crianças para o aeroporto. 

Enquanto June e as outras atiram pedras em dois guardas para distraí-los, Rita (Amanda Brugel) – a ex-Martha dos Waterford – embarcam no avião com as crianças, que decola sem June. Elas são recebidas no Canadá por Luke, Moira, Emily e outros voluntários. Rita confirma a Luke que a responsável pela fuga das crianças é June.

June é baleada no confronto com os soldados, ela chega a matar um deles na floresta, mas está ferida demais para continuar fugindo. Janine, Alma, Brianna e outras aias encontram June e partem, juntas, para o incerto. 

Confira o trailer da quarta temporada:

*Fernando Martins é jornalista, escritor e grande entusiasta de produções televisivas. Criador do Uma Série de Coisas, escreve semanalmente neste espaço. Acesse o Portal, Podcast e redes sociais do Uma Série de Coisas neste link

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

Veja também

Kirchner e Lula defendem renovação da política e reconstrução da unidade latino-americana
Política

Kirchner e Lula defendem renovação da política e reconstrução da unidade latino-americana

Fachin proíbe PF de qualquer ato de investigação a partir da delação de Sérgio Cabral

Fachin proíbe PF de qualquer ato de investigação a partir da delação de Sérgio Cabral