Lavagem correta das mãos pode evitar infecções em até 70%

Enfermeira comenta sobre assunto e ensina técnica correta da higienização

Lílian Santos é enfermeira do Hospital Jayme da Fonte e integrante da Comissão de Controle de Infecção Relacionada a Assistência à Saúde - Walli Fontenele/Folha de Pernambuco

Uma série de doenças pode ser transmitida por causa da lavagem incorreta das mãos. Nessa lista estão a Covid-19, hepatite A, catapora, gripe, rotavírus e muitas outras. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pandemia de coronavírus, que começou em 2020, chamou a atenção da população para a importância do hábito da limpeza, visto que seria um dos meios para conter o avanço do causador da Covid-19. 

Ainda de acordo com o órgão, a desinfecção completa e detalhada das mãos reduz em até 70% as possibilidades de transmissão de patógenos, vírus e bactérias através do órgão que entra em contato com diversos agentes durante o dia.

A enfermeira do Hospital Jayme da Fonte, Lílian Santos, que também integra a Comissão de Controle de Infecção Relacionada a Assistência à Saúde, detalha que alguns momentos indicam que as mãos precisam ser lavadas de forma imediata. Por exemplo, quando uma pessoa sai de um banheiro, deve fazê-lo de pronto.

“A lavagem também é indicada quando a pessoa percebe que as mãos estão visivelmente sujas, seja após o contato com alguma área que esteja contaminada ou antes e depois da manipulação de alimentos. Tudo isso serve para evitar, tanto a contaminação quanto a disseminação desses microrganismos, por conta de sujidades”, explicou.

“A prática contrária à lavagem pode trazer outras doenças, como gastroenterite, que tem como maiores sintomas o vômito e a diarreia, e doenças oftalmológicas, como a conjuntivite”, complementou ela.

Água e sabão 
Usar somente água não é a técnica correta para a limpeza aconselhada das mãos
, pois pode deixar gorduras, resíduos e outros agentes bacterianos lá presentes. Segundo Lílian, é preciso avançar um pouco mais, no tocante a esse cuidado.

 

“Quando falamos sobre higienização das mãos, nós temos duas opções: podemos lavá-las com água e sabão e também podemos usar o álcool em gel. Também é bom usar uma toalha de papel para fazer a secagem com segurança”, pontua a especialista.

Na hora da lavagem, é preciso retirar todos os adornos das mãos, sejam eles anéis, relógios ou pulseiras. Depois, com água abundante, lavar as mãos, friccionando uma contra a outra, passar sabonete, esfregando as palmas, o dorso, as interdigitais (meio dos dedos), as articulações, os polegares, as unhas e punhos. O enxague também deve ser feito com abundância de água e, posteriormente, é necessário usar toalhas de papel, para que as mãos fiquem levemente secas.

Ouça o podcast

Veja também

Junio Barreto amadurece o eu lírico plural em "O Sol e o Sal do Suor"; ouça e leia a crítica
Lançamento

Junio Barreto amadurece o eu lírico plural em "O Sol e o Sal do Suor"; ouça e leia a crítica

40 anos da restauração do quadro "As meninas": uma limpeza marcada pela polêmica
cULTURA

40 anos da restauração do quadro "As meninas": uma limpeza marcada pela polêmica

Newsletter