Você esta se sentindo desmotivado?

Saiba um pouco mais sobre este comportamento e como lidar com altos e baixo

Motivação é algo que se aprende todos os dias. - Pixbay.com

Motivação é um comportamento humano que tem despertado muita atenção e interesse ao longo da história, e várias teorias foram criadas para explicar as bases deste comportamento.

O que é motivação?

Uma excelente definição para o termo “Motivação” foi expressa por Mathers, (2021) da seguinte forma:

“Motivação é o processo que inicia, orienta e nos mantém orientados para os nossos objetivos.”  

Em outras palavras, a motivação está na base daquilo que fazemos, seja para nos alimentar, trabalhar, estudar, ou nos divertir.

Por outro lado, a psicologia também se esforça para compreender por que algumas pessoas são mais motivadas que outras, ou até por que não demonstram quaisquer sinais de motivação.
Com base nesse entendimento, selecionamos alguns fatores que podem estar bloqueando sua motivação, segundo a opinião de especialistas nesta área (Skede, 2022), e dicas para lidar com baixa ou falta de motivação.

1. Estresse crônico
Existe um tipo de estresse conhecido como crônico onde as pessoas se sentem sobrecarregadas por situações que consideram muito complexas por um longo período de tempo, e não acreditam que podem resolvê-las. Nestas circunstâncias, presos a um angustiante ciclo mental, sofrem uma intensa baixa de energia motivacional para superar seus desafios.

DICA: Se você se reconhece nesta condição, reconheça que seus limites para superar desafios desta natureza, podem estar exauridos, e por esta razão, a melhor indicação é procurar um profissional de saúde mental que o ajudará a lidar e superar  seus conflitos.
 
2. Envolvimento com atividades que causam pouco interesse
Todos experimentamos uma vez ou outra alguma atividade pouco interessante, e devemos aprender a lidar com esta frustração. No entanto, se estas atividades se tornam rotina, podemos experimentar uma queda em nossa motivação, especialmente se não visualizamos a curto prazo qualquer alteração nesse padrão.

DICA:  Neste caso, pode ser útil buscar novas atividades menos enfadonhas, ou retornar a atividades antigas que costumavam motivá-lo e o faziam mais feliz. O contato com atribuições mais criativas pode aumentar sua motivação interior.

3. Você tem feitos muito pelos outros e pouco por si mesmo
Atos de altruístas com familiares ou na comunidade podem ser considerados atitudes muito benéficas e valorizadas socialmente. Entretanto, se estas tarefas se tornaram rotina e tomam o seu tempo de forma exagerada, a ponto de interferir em suas atividades diárias, isto pode ser muito frustrante e desmotivador.

DICA: Pode ser útil permitir-se algum tempo sozinho diariamente e se envolver em coisas de seu real interesse. Esta decisão naturalmente o ajudará a aumentar os níveis de motivação.  

4. Esconder ou suprimir suas dores emocionais
Nem sempre é fácil olharmos para nossas dores, frustrações e amarguras. E diante dessas dificuldades, muitas vezes não sabemos como lidar com esses sentimentos negativos.

DICA: Compreendemos que tocar em certas feridas emocionais pode ser mesmo muito dolorido, mesmo quando contamos com alguém de nossa confiança. E por esta razão, considere que procurar um profissional de saúde, é sempre a melhor decisão. Ele saberá compreendê-lo e orientá-lo em direção a um estado de motivação mais permanente.

 05. Você pode estar experimentando um episódio depressivo
Além dos motivos mencionados, a baixa motivação é um sintoma comum de um episódio ou transtorno depressivo.

DICA: Lidar com momentos de tristeza pode estar sob seu controle. Mas, se sua tristeza está durando mais que o esperado, você pode estar vivendo um transtorno depressivo. Neste caso, é imprescindível entrar em contato com um profissional de saúde mental para obter um diagnóstico seguro e iniciar o tratamento correto para este transtorno.
 

Bem, esperamos ter demonstrado, que motivação é uma força imensa capaz de nos inspirar e nos encher de energia. Mas, pode ser neutralizada diante dos desequilíbrios em nossa saúde mental interferindo negativamente no nosso entusiasmo pela vida.  
O tratamento desta condição envolve mudanças no estilo de vida, medicamentos, estabelecimento de metas realistas. No plano terapêutico, o treinamento com Neurofeedback mostra-se como uma opção complementar segura e eficaz.  Portanto, aderir a um tratamento profissional é a decisão correta para restabelecer as condições de motivação para uma vida funcional e produtiva.

francisco araujo psicologia terapeuta clinico tatuapé instagram

As informações contidas neste artigo não refletem a opinião do Jornal Folha de Pernambuco e são de inteira responsabilidade de seus autores.

Veja também

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada
Náutico

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada

PM acusado da morte de lutador de jiu-jitsu se entrega
São Paulo

PM acusado da morte de lutador de jiu-jitsu se entrega