Você sabe como utilizar medicamentos de forma correta? Confira cuidados importantes

A farmacêutica Daniela Leandro, do Hospital Jayme da Fonte, orienta sobre o uso de remédios

Farmacêutica Daniela Leandro, do Hospital Jayme da Fonte - Arthur Mota/ Folha de Pernambuco

O uso de medicamentos é rotina na vida de várias pessoas. Porém, para ter um resultado eficaz no tratamento, é necessário atenção em alguns aspectos, como tomar os remédios no horário certo e seguir as orientações de médicos e farmacêuticos. Além disso, ingerir medicamentos por conta própria pode oferecer riscos à saúde. 

Muitas vezes, os pacientes esquecem de tomar os medicamentos no horário correto, o que pode reduzir a eficácia ou até mesmo provocar uma intoxicação. Respeitar o intervalo de administração de cada medicamento é fundamental para a eficácia do processo. 

“É importante respeitar o horário de intervalo de administração de cada medicamento, não tomar medicamento por conta própria, e na dúvida, na ausência do profissional médico e/ou farmacêutico, o paciente deve ler a bula com todas as informações”, afirmou a farmacêutica Daniela Leandro, do Hospital Jayme da Fonte. 

 

Quando os cuidados necessários não são seguidos, alguns riscos ficam iminentes aos usuários. Ainda de acordo com Daniela, a substância não chega ao organismo como é desejado e a terapia pode não ser eficaz para aquela determinada patologia. 

É comum ingerir medicamentos com outros líquidos além da água, como leite, suco ou refrigerante. Mas, tomar remédios com algo além da água pode causar interação medicamentosa e interferir no efeito. Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento também é importante para uma maior eficácia.

“A gente tem muitos relatos de pacientes que tomam com leite ou com suco e acham que podem, mas o estômago é ácido e para o princípio ativo ser desintegrado ele precisa dessa acidez, e se eu neutralizar, eu vou alcalinizar o estômago e a ação não vai ser a mesma do que o medicamento tomado com água”, disse Daniela. 

 

Ter uma grande quantidade de remédios armazenados em casa, a famosa “farmácia”, pode oferecer riscos para as pessoas, como a ingestão de substâncias fora da validade. 

“Têm pacientes que esquecem de olhar a validade do medicamento, porque cada medicamento tem uma validade específica, como também podem estar tomando medicamentos que têm algum princípio ativo que tem alergia e não sabem ou até sabem e esquecem de ver a composição. O paciente pode até indicar para alguém dentro de casa e aquela pessoa desenvolve uma intolerância, uma reação, porque ele não passou por uma consulta”, acrescentou. 

 

Utilizar o celular como aliado na rotina de remédios é uma das formas para organizar os horários, com alertas e lembretes. Além disso, o tradicional papel colado na porta da geladeira também é uma importante ferramenta para evitar a troca de horários.

 

Veja também

Mais de 10 mil migrantes cruzaram o Canal da Mancha em 2024, um recorde
imigração

Mais de 10 mil migrantes cruzaram o Canal da Mancha em 2024, um recorde

Nível do Guaíba cai 16cm em 11 horas, mas segue acima de 4 metros
rio grande do sul

Nível do Guaíba cai 16cm em 11 horas, mas segue acima de 4 metros

Newsletter