Abertura da Flipo tem homenagens e apresentações artísticas

Evento ocorre na sede da União Brasileira de Escritores, a partir desta terça-feira, com vasta programação literária

Abertura da Flipo conta com pronunciamentos de Alexandre Santos e Antonio Campos, presidente da FundajAbertura da Flipo conta com pronunciamentos de Alexandre Santos e Antonio Campos, presidente da Fundaj - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A abertura da sétima edição da Festa Literária Internacional do Ipojuca (Flipo), que ocorreu nesta terça-feira (17), reuniu autores e leitores na sede da União Brasileira de Escritores (UBE), no bairro de Santana, na Zona Norte do Recife. Com o tema “Tempos Novos, Novos Tempos, Tempos de Sempre”, o evento é gratuito e segue até o próximo sábado (21).

Durante a cerimônia, o curador Alexandre Santos fez questão de frisar a importância de alguns parceiros para a realização do evento. “Estávamos muito temerosos de quem em 2019 não tivéssemos condições de garantir a Flipo, mas graças aos apoios da Fundarpe, da Folha de Pernambuco, da Fundaj, da UBE e da Systi nós conseguimos fazer andar o festival”, comentou.

A abertura contou com entrega de certificados aos apoiadores e pronunciamentos de Alexandre Santos, Antonio Campos (presidente da Fundaj), Edvaldo Arruda (secretário geral da UBE), Roberto Azoubel (coordenador de Literatura da Secult-PE) e Adalberto Arruda (diretor da Associação Comercial de Pernambuco). A apresentação ficou por conta dos poetas Luiz Carlos e Sidney Ramos.

Leia também:
Flipo 2019 divulga programação; evento começa dia 17
Flipo: festa literária impõe resistência e abraça a arte


Sob regência de Risoleta Tarciza da Silva, o coral Novo Milênio, formado apenas por idosos, abriu e fechou a solenidade, cantando canções natalinas e ligadas à cultura pernambucana. As cordelistas Madalena Castro e Giselda Pereira dividiram o microfone numa disputa de versos. A programação desta terça-feira ainda conta com palestras, debates e o lançamento do dicionário "Matutês da sente", de José Heraldo Lúcio de Oliveira, às 17h.

Veja também

Record demite Marcos Mion após 11 anos na emissora, diz colunista
Famosos

Record demite Marcos Mion após 11 anos na emissora, diz colunista

Cinco filmes que merecem continuações
Cinema

Cinco filmes que merecem continuações