A-A+

Academia Pernambucana de Letras celebra os 80 anos do livro Assucar

O auditório da APL ficou lotado para a apresentação da escritora e especialista na obra de Freyre, Lecticia Cavalcanti

O livro "Assucar" foi lançado em 1939 O livro "Assucar" foi lançado em 1939  - Foto: Raphaela Nicácio/APL

Academia Pernambucana de Letras (APL), no bairro das Graças, Zona Norte do Recife, celebrou neste sábado (4), os 80 anos do lançamento do livro Assucar, do sociólogo Gilberto Freyre.

O auditório da APL ficou lotado para a apresentação da pesquisadora e especialista na obra, Lecticia Cavalcanti, que também é imortal na Academia, ocupando a cadeira de número 23. No encontro, ela relatou a história primária da cana-de-açúcar no Brasil, e, especificamente no Nordeste, região onde o plantio é analisado por Freyre ao longo do livro.

Leia também:
Uma festa para comemorar os 80 anos do livro "Assucar"
O generoso “Assucar” de Gilberto Freyre


Durante a cerimonia, Lecticia destacou a importância dos elementos da culinária local usados nas receitas doces citadas na obra. “Gilberto dizia que os doces preparados pelos escravos nas senzalas como o tradicional bolo de rolo e o bolo Souza Leão eram simples, generosos e criativos, e considerava toda essa doceira um patrimônio histórico”, afirmou.

Lecticia, que já publicou diversos livros a respeito do assunto, como “Negro açúcar”, “História dos sabores pernambucanos”, “Gilberto Freyre e as aventuras do paladar” contou também que os intelectuais da época não entendiam o porquê de Freyre se debruçar sobre o tema, mas que analisando a longo prazo, a obra se tornou de extrema importância. “Ele sentia, na minha opinião, que precisava contar a história do açúcar e que ela seria necessária nos dias atuais. O livro serve nesse momento, além de outras coisas, para refletir o futuro do açúcar e as formas de utilização, como no etanol e no álcool celulose, por exemplo”.

Na ocasião, estavam presentes amigos e familiares de Lecticia, além da presidente da APL, Margarida Cantarelli. "Celebrar a obra Assucar de Gilberto Freyre é saber que ele antecipou, na época, a importância da gastronomia e do próprio açúcar para a Região. Freyre foi acadêmico e a nossa casa se sente orgulhosa em lembrar dele", disse Cantarelli.

A primeira edição do livro Assucar possui 166 páginas e foi lançada pela editora José Olympio em 1939 e já está em sua 5ª edição.

Veja também

Alanis Guillen deixa os pelos crescerem para viver Juma em 'Pantanal'
Televisão

Alanis Guillen deixa os pelos crescerem para viver Juma em 'Pantanal'

Pabllo Vittar anuncia capa e estreia de clipe de 'Bang Bang'
Música

Pabllo Vittar anuncia capa e estreia de clipe de 'Bang Bang'