Luto

Adeus a Elza Soares: confira um levantamento das músicas mais tocadas

O Ecad realizou um levantamento para homenagear a artista

Elza Soares Elza Soares  - Foto: Divulgação

Para prestar uma homenagem à cantora Elza Soares, que morreu nesta quinta-feira (20), no Rio de Janeiro, de causas naturais, o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) realizou um estudo em seu banco de dados e constatou que a artista tem 811 gravações cadastradas.

Entre as canções gravadas, uma grande diversidade de ritmos e sucessos de autoria de outros compositores, como os sambistas Lupicínio Rodrigues e Jorge Aragão, o samba-rock de Jorge Ben Jor, e o rock de gerações diferentes, como as de Cazuza e Pitty.

O levantamento considerou as músicas interpretadas por Elza Soares mais executadas nos principais segmentos de execução pública entre os anos de 2015 e 2019.

Em primeiro lugar, entre as mais tocadas, está o samba-enredo Eu sou o tempo, tempo é vida, uma homenagem feita pela escola de samba Mocidade Independente de Padre Miguel do Rio de Janeiro, no carnaval do ano passado. Logo em seguida, as músicas Se Acaso Você Chegasse, Malandro, Na pele e Tem que rebolar formam o TOP 5.

Ainda de acordo com o Ecad, nos últimos cinco anos, Elza Soares teve a maior parte de seus rendimentos em direitos autorais pela execução pública de suas músicas proveniente dos segmentos de TV e Rádio, que correspondem a mais de 85% do que foi destinado a ela.

 

Confira abaixo as 20 músicas mais ouvidas de Elza Soares, de acordo com o Ecad:

1. Eu sou o tempo
2. Se Acaso Você Chegasse
3. Malandro
4. Na Pele
5. Tem Que Rebolar
6. Maria de Vila Matilde
7. Façamos
8. Mas que Nada
9. Mulher do Fim do Mundo
10. Eu Bebo Sim
11. O Tempo Não Pára
12. Tristeza
13. Espumas Ao Vento
14. Eu Só Me Ligo em Você
15. Comportamento Geral
16. Fadas
17. A Carne
18. Dura na Queda
19. A Pedida é Samba
20. Hoje é Dia de Festa

Discografia de Elza Soares
Se acaso você chegasse (Odeon, 1960)
A bossa negra (Odeon, 1960)
O samba é Elza Soares (Odeon, 1961)
Sambossa (Odeon, 1963)
Na roda do samba (Odeon, 1964)
Um show de Elza (Odeon, 1965)
Com a bola branca (Odeon, 1966)
O máximo em samba (Odeon, 1967)
Elza, Miltinho e samba (Odeon, 1967)
Elza Soares, baterista: Wilson das Neves (Odeon, 1968)
Elza, Miltinho e samba - vol. 2 (Odeon, 1968)
Elza, carnaval & samba (Odeon, 1969)
Elza, Miltinho e samba - vol. 3 (Odeon, 1969)
Samba & mais sambas (Odeon, 1970)
"Maschera negra / Che meraviglia" (compacto simples / lançado na Itália, 1970)
Elza pede passagem (Odeon, 1972)
Sangue, Suor e Raça (Odeon, 1972) - c/ Roberto Ribeiro
Elza Soares (Odeon, 1973)
Elza Soares (Tapecar, 1974)
Nos braços do samba (Tapecar, 1975)
Lição de vida (Tapecar, 1976)
Pilão + Raça = Elza (Tapecar, 1977)
Senhora da terra (CBS, 1979)
Elza negra, negra Elza (CBS, 1980)
"Som, amor trabalho e progresso / Senta a púa" (compacto simples / RGE, 1982)
"Alegria do povo / As baianas" (compacto simples / Recarey, 1985)
Somos todos iguais (Som Livre, 1985)
Voltei (RGE, 1988)
Trajetória (Universal Music, 1997)
Carioca da Gema - Ao vivo (1999)
Do cóccix até o pescoço (Maianga, 2002)
Vivo feliz (Tratore, 2003)
Beba-me - Ao vivo (Biscoito Fino, 2007)
A Mulher do Fim do Mundo (Circus, 2015)
Deus É Mulher (Deckdisc, 2018)
Planeta Fome (Deckdisc, 2019)
Coletâneas
Grandes Sucessos de Elza Soares (Tapecar, 1978)
Salve a Mocidade (Tapecar, 1997)
Meus Momentos – Volumes 1 & 2 (EMI Brasil, 1994)
Elza Soares – Raízes do Samba (EMI Brasil, 1999)
Sambas e mais sambas - vol. 2 (Raridades) (EMI Brasil, 2003)
Deixa a nega gingar - 50 anos de carreira (EMI Brasil, 2009)

Veja também

BBB 24: Tadeu pede mudança em sorteio de Prova do anjo para evitar acusações de trapaça
BBB 24

BBB 24: Tadeu pede mudança em sorteio de Prova do anjo para evitar acusações de trapaça

Equipe de Wanessa Camargo se manifesta após desclassificação: "Jogo acabou"
BBB 24

Equipe de Wanessa Camargo se manifesta após desclassificação: "Jogo acabou"