Música

Amaro Freitas lança “Baquaqua”, primeiro single do álbum “Sankofa”

"Baquaqua" abre a sequência de singles do terceiro álbum do pianista pernambucano

Amaro Freitas, pianistaAmaro Freitas, pianista - Foto: Jão Vicente

O pianista Amaro Freitas segue em meio à sua revolução com o dedilhar do piano, inovando, fundindo sonoridades com ritmos tradicionais de Pernambuco e registrando sua marca de revelação do jazz brasileiro contemporâneo.

No último dia 30 de abril, o single “Baquaqua” foi disponibilizado nas plataformas e abriu a sequência de canções que vai anteceder o terceiro álbum do artista pernambucano, “Sankofa” – com lançamento previsto  para junho.

 

 “Baquaqua” traz a história - raramente contada - do africano Mahommah Gardo Baquaqua, escravizado no Brasil. Ele fugiu para Nova York em 1847, aprendeu a ler e escrever. Sua autobiografia foi publicada pelo abolicionista americano Samuel Moore e hoje é o único documento conhecido sobre o comércio de escravos escrito por um ex-escravo brasileiro.

Sankofa
O nome do terceiro álbum de Amaro Freitas diz respeito a um símbolo Adinkra -  conjunto de símbolos ideográficos dos povos acã, da África Ocidental - que representa um pássaro com a cabeça voltada para trás. 

E quando Amaro se deparou com ele em uma venda em uma feira africana no Harlem, Nova York, bairro historicamente palco de grandes pianistas do jazz como Thelonius Monk e Art Tatum, ele compreendeu a importância do significado e fez dele o conceito fundamental para o seu novo álbum.

“O símbolo do pássaro místico, que voa de cabeça para trás, nos ensina a possibilidade de voltar às raízes, para realizarmos nosso potencial de avançar. Com este álbum quero trazer a memória de quem somos e homenagear bairros, nomes, personagens, lugares, palavras e símbolos que vêm de nossos antepassados e comemorar de onde viemos. ”, comenta Amaro.

Ouça “Baquaqua”: https://cutt.ly/sbcuFQG

Veja também

Niterói aprova mudança de nome de rua para homenagear Paulo Gustavo
Homenagem

Niterói aprova mudança de nome de rua para homenagear Paulo Gustavo

Príncipe Harry diz que se mudou para os EUA para 'quebrar ciclo familiar' de 'dor e sofrimento'
Realeza

Príncipe Harry diz que se mudou para os EUA para 'quebrar ciclo familiar' de 'dor e sofrimento'